resenha 1

resenha 1
Ensaio sobre a cegueira Saramago

resenha 2

resenha 2
Uma duas Eliane Brum

resenha 3

resenha 3
ao farol virgínia woolf

resenha 4

resenha 4
mulheres de cinzas mia couto

resenha 5

resenha 5
Extraordinário Luandino Vieira

resenha 6

resenha 6
Luuanda Luandino Vieira
20.4.18

Um de nós está mentindo, de Karen M. McManus

Um de nós está mentindo, escrito por Karen M. McManus



Editora: Galera Record
Páginas: 384
Tradutor: André Gordirro
ISBN: 9788501112521
Cinco alunos entram em detenção na escola e apenas quatro saem com vida. Todos são suspeitos e cada um tem algo a esconder. Numa tarde de segunda-feira, cinco estudantes do colégio Bayview entram na sala de detenção: Bronwyn, a gênia, comprometida a estudar em Yale, nunca quebra as regras. Addy, a bela, a perfeita definição da princesa do baile de primavera. Nate, o criminoso, já em liberdade condicional por tráfico de drogas. Cooper, o atleta, astro do time de beisebol. E Simon, o pária, criador do mais famoso app de fofocas da escola. Só que Simon não consegue ir embora. Antes do fim da detenção, ele está morto. E, de acordo com os investigadores, a sua morte não foi acidental. Na segunda, ele morreu. Mas na terça, planejava postar fofocas bem quentes sobre os companheiros de detenção. O que faz os quatro serem suspeitos do seu assassinato. Ou são eles as vítimas perfeitas de um assassino que continua à solta? Todo mundo tem segredos, certo? O que realmente importa é até onde você iria para proteger os seus.
'Um de nós está mentindo' é um young adult que promete te prender ao longo da leitura.

Logo no começo, conhecemos os protagonistas, e também narradores, da história: estereótipos do "High School" americano. A melhor aluna da escola, o esportista, a patricinha, o bad boy e o excluído. Simon, esse último, cria um app de fofocas da escola conhecido por revelar segredos que acabam destruindo a vida dos envolvidos ao serem revelados. Por causa dessa sua criação, obviamente ele não é uma pessoa muito querida entre os alunos da escola.

Esses cinco alunos se encontram na sala da detenção. Lá, Simon morre, e os outros quatro se tornam automaticamente suspeitos de terem cometido assassinato.

Apesar de parecer uma história cheia de clichês, e de realmente ter vários deles, a narrativa é muito envolvente e nos traz muitas surpresas no seu desenvolvimento. 

Os personagens se revezam como narradores da história, e aos poucos vamos conhecendo-os melhor.

Um dos pontos que gostei na história é a forma como a imprensa é retratada. Ao noticiar o assassinato, as investigações, os suspeitos, acompanhamos o poder que a mídia tem na vida das pessoas, positiva e negativamente.

Desde o começo, o livro me lembrou da série 'Os 13 porquês', o que se deve à ambientação, aos personagens, à morte e ao clima de mistério envolvendo segredos que sabemos que serão revelados no futuro.

Adolescentes, morte, mistério, romance, amizade, segredos, tudo se mistura para compor uma narrativa envolvente. Gostei bastante dessa leitura, é um daqueles livros que você começa devagar, mas em determinado momento não consegue mais parar de ler. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)