resenha 1

resenha 1
Ensaio sobre a cegueira Saramago

resenha 2

resenha 2
Uma duas Eliane Brum

resenha 3

resenha 3
ao farol virgínia woolf

resenha 4

resenha 4
mulheres de cinzas mia couto

resenha 5

resenha 5
Extraordinário Luandino Vieira

resenha 6

resenha 6
Luuanda Luandino Vieira
9.7.17

Leitura conjunta: Grande Sertão: Veredas #1

Cá estamos, realizando a travessia. Finalmente. E penso que muitas pessoas já estavam me dizendo que Grande Sertão: Veredas se trata do livro preferido de suas vidas, ou, no mínimo, do livro nacional preferido. Como ignorar essa afluência, tão constante em minha vida, de pessoas indicando que eu possivelmente iria gostar de algo que as tocou profundamente?


E não tem como negar que Guimarães Rosa é considerado por muitos como o grande romancista brasileiro do século XX, ao lado de Machado de Assis do século XIX.

Ler Grande Sertão: Veredas era, então, uma meta para minha vida, e sempre busco enxergar as leituras como fatos que se impõem em meu cotidiano; simplesmente as deixo surgirem em minha vida como urgência, seja ela relacionada ao trabalho, à faculdade ou aos anseios que muitas vezes nos tomam por completo.

É uma disciplina na faculdade voltada predominantemente a Grande Sertão e a Sagarana que impôs a leitura de Grande Sertão para a minhas férias de julho (férias que ainda estou tentando encontrar, mas ok, sigamos.)

Você pode estar se questionando se essa história de imposição não é uma forma negativa de ver a literatura, porém não se engane: não o é. De maneira alguma. Acredite, é uma visão bem bonita de algo que é a maior paixão em minha vida. É como se a literatura tivesse vida própria, ou sou apenas uma pessoa que acredita no destino, ou em algo parecido com o que o senso comum costuma definir como destino.

Era o destino, portanto, ler esta obra tão grandiosa em 2017.

E não pude deixar de querer a sua companhia nessa travessia!


Hoje já faz sete dias desde que me propus começar a ler Grande Sertão, e eu queria ler 35 páginas por dia, para terminar na véspera do meu aniversário, no dia 14. Mas esta leitura, peculiar que só ela, também se impôs de maneira lenta e gradual, associada a muitos outros trabalhos que não cessaram com o início de julho (que o universitário da graduação tanto associa às férias).

A leitura ela é difícil e desafiadora neste começo, e até o momento só dia 47 páginas. A oralidade e certas características belas da escrita de Guimarães Rosa chocam e quase convidma o leitor "a se retirar". Quase. Porque as reflexões contidas já aí, nessas pouquíssimas páginas, associadas à forma como elas são apresentadas já foram capazes de me cativar.

Por enquanto é tudo o que consigo dizer de concreto sobre a leitura. Espero na próxima postagem da leitura conjunta falar mais sobre a história em si. 

E vocês, o que estão achando deste começo?

Citações

O senhor sabe: sertão é onde manda quem é forte, com as astúcias. Deus mesmo, quando vier, que venha armado! E bala é um pedacinhozinho de metal... (p. 28)
Sertão. Sabe o senhor: sertão é onde o pensamento da gente se forma mais forte do que o poder do lugar. Viver é muito perigoso... (p. 33)
O que mais penso, testo e explico: todo-o-mundo é louco. O senhor, eu, nós, as pessoas todas. Por isso é que se carece principalmente de religião: para se desendoidecer, desdoidar. Reza é que sara da loucura. (p. 25)
O senhor sabe: há coisa de medonhas demais, tem. Dor no corpo e dor na ideia marcam forte, tão forte como o todo amor e raiva de ódio. (p. 30)
Mire veja: o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas - mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam, Verdade maior. É o que a vida me ensinou. Isso que me alegra, montão. (p. 31)

2 comentários:

  1. Tentei ler Sagarana, mas não consegui. Grande sertão tá na minha lista, mas ainda não tive coragem. Quem sabe a partir dos seus posts eu não tome coragem?!

    ResponderExcluir
  2. Lerei Sagarana este mês ainda, espero, ou pelo menos começarei. Preciso preparar a aula dele para agosto...
    E boraaaaaaa ter coragem pra enfrentar Guimarães rs o/\o

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)