26.9.16

Respeite o medo, de Ana Cristina Soares

Respeite o medo, escrito por Ana Cristina Soares
Editora: Chiado
Páginas: 167
ISBN: 978-989-51-5295-7
Onde encontrá-lo: Mercado Livre » E-book » Site da autora » Youtube da autora
Sinopse: O cara gente boa namora uma vadia, acha que ela é uma fofinha, mas está enganado. O outro namora uma princesa e nem percebe. A víbora tenta dar um golpe na gordinha-sem-graça e se dá mal, mas nem tanto. Numa festa cheia de maluco-beleza e muitas risadas, as coisas saem totalmente do controle. Não é engraçado. E o pavor inominável, mas antigo que o mundo, espera o tempo que for para vencer.
Raiva, cobiça e inveja. Dome-as, controle-as ou elas vão controlar você. Ressentimento. Fúria. Preguiça. São horríveis, impublicáveis e inconfessáveis mas você também já sentiu. Mas pode continuar fingindo que não. Mas, o medo… o Medo é diferente. O Medo é como a Morte. Frio e implacável. E por isso mesmo, incrivelmente belo. Não ria, não desafie, não se iluda.  Respeite o medo.
Respeite o medo é um livro de contos que propõe histórias marcadas pelo medo. Mas não apenas o medo causado por criaturas das trevas, espirituais e do além; mais do que isso, os contos do livro englobam várias situações que geram o medo, principalmente alguns comportamentos e sentimentos humanos que são, no mínimo, desprezíveis, como a inveja, a vingança e o assassinato  este, algo mais alarmante, mas não mais aterrorizante que os efeitos dos sentimentos citados, já que eles também podem causar muitos danos às pessoas envolvidas. 

São vinte contos que nos causam angústia e desassossegos. Temos o que dá nome à obra, "Respeite o medo", que traz à tona um medo comum na infância e que se ambienta na nossa própria cama. Helena não poderia abrir os olhos para enfrentar a força maligna que insistia em habitar o seu quarto. Não tive como, através da identificação, não ficar pensando nesta história por um bom tempo após terminar de lê-la. E as outras histórias também incomodam neste ponto: elas ressoam, ficam na sua cabeça por algum tempo além do esperado. E, quando menos se espera, lá estamos nós pensando nelas!


Além de explorar o que se passa na cabeça de assassinos, Ana Cristina Soares também traz um ambiente inesperado: o acadêmico, a faculdade. Expõe o que de ruim temos ali também (ou alguns sentimentos possíveis ali), e a descrença só nos atinge até notarmos que este mundo de desavenças e negatividades pode, sim, existir, apesar de não querermos que isso seja verdade.

Os pontos que me incomodaram da obra foram a revisão, que está fraca para o que a obra merece, e o fato do livro não apresentar em sua capa, orelhas ou até mesmo na ficha catalográfica (que praticamente não consta) a informação de que se trata de contos. Creio que, até mesmo para uma boa apresentação e venda do livro, este segundo ponto é muito importante. De resto, acredito que o leitor de contos e de histórias medonhas (e eu diria: muito mais aqueles que gostam de histórias que incomodam) irão adorar o livro  e passar momentos angustiantes com ele.

No Youtube

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo