1.5.16

Terra amaldiçoada, de Douglas Lobo

Terra amaldiçoada, de Douglas Lobo
Publicação independente
Páginas: 146
Amazon - Livraria Cultura - Livraria Saraiva - Apple Store - Gumroad
Demitido de seu emprego em São Paulo, Fabrício Machado retorna a sua terra natal, no interior do Piauí. Ali, espera reavaliar sua vida para decidir o rumo a seguir. Logo, porém, ele descobre que o ambiente rural arcaico onde cresceu está em extinção. O progresso chegou, ameaçando sua fazenda, sua família e todo um modo de vida.
Quando uma série de assassinatos começa a ocorrer, Fabrício desconfia que uma presença maligna assombra sua terra. Uma força aterrorizante que não cessará de matar até que se vingue do mundo que a criou.

Porque mais do que falar sobre literatura independente, é bom falar de literatura independente de boa qualidade. Terra amaldiçoada é de um gênero que eu praticamente nunca tinha lido, o terror, e faz parte do cenário underground da literatura nacional. Sim, porque além de contar com a boa qualidade e ser uma publicação independente, também estamos falando da nossa literatura. E é um honra para mim tentar tirá-lo, um pouquinho que seja, deste cenário que pode ser tão ingrato, e divulgá-lo para que seja cada vez mais conhecido.

Fabrício possui 33 anos e acabou de perder o emprego na cidade grande, especificamente São Paulo. De origem interiorana, ele faz parte de uma família que possui terras, gados e poder no interior do Piauí, e decide voltar para sua cidade natal, Santa Fé, para entender a fase pela qual está passando e tentar buscar uma saída para seus problemas. Na realidade, ele não sabe o porquê de estar voltando, depois de tantos anos, para Santa Fé, e se questiona sobre isso principalmente quando ele se depara com uma situação misteriosa e perigosa.

Isso porque, quando retorna, fica sabendo de alguns assassinatos e crimes que estão acontecendo com determinadas pessoas que parecem possuir algo em comum: são fazendeiros ou envolvidos com alguns deles. E ele descobre que esse envolvimento está mais do que intrincado pela condição política ou social das vítimas. Fabrício começa a desvendar o mistério e acaba chegando ao sobrenatural.


É um terror que começa leve e toma maiores proporções ao se envolver com a política. Este é um tema bastante presente no livro e é o que encorpora o enredo, pois traz discussões extremamente importantes, como o machismo, o abuso de poder e as relações econômicas que conseguem mudar tradições (como é o caso de grandes empresas que dominam certos locais, fazendo com que os pequenos proprietários e produtores vão à falência).

Apesar de não ter uma revisão à altura do seu enredo, o livro prende o leitor do começo ao fim através de seus mistérios e da cenas violentas e sanguinolentas. Poucos acontecimentos são previsíveis, e o final é realmente surpreendente, sendo o livro inteiro criativo e instigante. Ele é curto e possui uma edição lindíssima (soft touch, capa adequada à história e páginas amareladas, que sei que vocês adoram rs).

No Youtube + Sorteio!

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo