17.12.15

O Grifo de Abdera, Lourenço Mutarelli

O Grifo de Abdera, escrito por Lourenço Mutarelli

Editora: Companhia das Letras
Páginas: 272
ISBN: 9788535926293
Livro cedido pela editora em parceria com o blog

Mauro é roteirista dos quadrinhos de Paulo. Os dois publicam sob a alcunha de Lourenço Mutarelli, e são representados publicamente pelo bêbado Raimundo. Mas a morte de Paulo forçará Mauro a tentar uma carreira solo com O cheiro do ralo, seu primeiro e bem-sucedido livro. É quando ele recebe de um estranho uma moeda antiga, o Grifo de Abdera, e sua vida muda. 
Oliver não conhece Paulo, Mauro, Raimundo ou Lourenço. Mas, quando Mauro recebe a moeda, uma conexão se forma entre eles.
É este delicioso jogo que alimenta O grifo de Abdera, primeiro romance de Mutarelli desde Nada me faltará, de 2010. Um labirinto de obsessões, taras, perguntas e mistérios, acompanhado ainda de uma longa história em quadrinhos.

Lourenço Mutarelli é ator, dramaturgo, escritor e quadrinista. Em "O Grifo de Abdera" ele brinca com sua multiplicidade. A trama, uma autoficção, adentra pela vida e obra do próprio autor.

Mauro e Paulo compõe uma dupla de sucesso nos quadrinhos com o nome de Lourenço Mutarelli, conhecido pelo público pela figura de Raimundo, um bêbado que topou ser o rosto do excêntrico escritor, porém com a morte de Paulo o equilíbrio da parceria chega ao fim.

"O Cheiro do Ralo" é o primeiro romance publicado por Mauro em sua carreira solo - e também é o primeiro romance de Mutarelli - e alça o autor ao sucesso. Nesse mesmo momento um desconhecido entrega uma moeda (com o grifo de Abdera) para Mauro e diz que ela é o pagamento de uma dívida.
A partir desse momento Mauro começa a ter consciência de que vive e tem pensamentos pertencentes a outra pessoa.

[Fonte]
 No outro lado da história está Oliver, professor de educação física com uma vida bastante conturbada e que desconhece todos os personagens já citados.

Oliver vê seu casamento fracassar depois de desenvolver a estranha mania de dizer involuntariamente frases pornográficas e espanhol em momentos inoportunos e, morando num quarto de uma pensão deplorável, passa a fazer histórias em quadrinho com os flashbacks das estranhas cenas de pornô dos anos 70 que surgem em sua mente.

Ajudado por uma ex colega de trabalho Oliver consegue um emprego numa nova escola e começa a reestruturar sua vida com a ajuda da mesma.

Aleatoriamente Mauro e Oliver se encontrar, travam uma amizade e, imediatamente, Mauro percebe o elo entre eles e surge uma estranha amizade entre ambos.

O livro é divido em três partes; na primeira temos a apresentação dos personagens e de suas vidas, a segunda temos a história em quadrinhos escrita por Oliver e na terceira, a conclusão desse emaranhado de histórias. A vida confusa desses personagens é selada por um elemento que os une, o grifo de Abdera.



É até um pouco difícil explicar a composição do enredo do livro porque ele é composto por diversas camadas que nos vão sendo apresentadas de forma sobreposta, como a confusão dos personagens duplos. Quem é quem, qual a função de cada um, qual o elo entre Paulo, Mauro, Oliver, Raimundo e quem é, de fato, Lourenço Mutarelli? De onde vêm as frases em espanhol ditas involuntariamente por Oliver?

A linguagem rápida e certeira de Mutarelli nos faz adentrar pelo caos da vida das personagens e mergulhar nesse universo sombrio e marginal. A narrativa é um passeio pelas obras do autor, podemos ver a composição de algumas delas e a proposta presente entre suas narrativas.

Como já havia lido "O Cheiro do Ralo" e "Miguel e os Demônios" do autor consegui dialogar e, principalmente, entender o enredo que autor apresenta em suas obras. Com esse romance e quadrinho, é possível perceber a genialidade e a multiplicidade de um dos meus escritores contemporâneos favoritos, o Mutarelli.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo