12.9.15

Sempre, de Maggie Stiefvater

Sempre, escrito por Maggie Stiefvater.


Editora: Agir Now
Páginas: 379
ISBN: 9788522015290
Livro cedido pela editora em parceria com o blog.

Quando Sam e Grace se conheceram, ele era um lobo e ela, uma garota. Quando por fim ele descobriu como ser um garoto também, o amor dos dois se transformou de uma paixão distante na intensa intimidade de uma vida compartilhada. Agora. A história deles deveria terminar aí. Mas o destino de Grace não era permanecer humana. Agora ela é a loba. E os lobos de Mercy Falls estão todos prestes a serem assassinados em uma caçada definitiva. Sempre. Sam faria qualquer coisa por Grace. Mas será que um garoto e o amor dentro dele são capazes de mudar um mundo hostil e fatal? Passado, presente e futuro vão colidir em um momento decisivo — um momento de vida ou morte, de adeus ou para sempre.

Terceiro e último livro da trilogia Os Lobos de Mercy Falls. Cuidado, esta resenha contém spoilers para quem ainda não leu o primeiro livro!

A leitura já começa intensa e arrancou bons sons de surpresa ao nos depararmos com o prólogo narrado pela intrigante Shelby, a loba branca. É uma personagem que, embora tenha feito poucas participações durante a trilogia, consegue deixar suas marcas de desordem e ódio por onde passa. É uma personagem que agrega movimento à história. Como Espera foi um livro morno, começar a leitura com a narração de Shelby já foi um ponto muito positivo e inesperado.


Após muito tempo longe da namorada e já acostumado com a vida humana, Sam continua melancólico e perdido por não saber o paradeiro de Grace. Ela, por outro lado, também se vê perdida dentro de sua nova vida. Agora Grace é oficialmente loba e não consegue controlar suas transformações. E para piorar, o inverno fica cada vez mais rigoroso em Mercy Falls e redondezas.


Os pais de Grace, amigos do colégio e a população da cidade em geral acusam Sam do desaparecimento da garota, o que leva policiais, várias vezes, a visitarem Sam para interrogatórios durante seu expediente no trabalho. Quando os dois se encontram, Grace decide retomar sua vida como humana e, principalmente, aparecer para os pais.

É claro que nada nesse plano é fácil, e os dois contarão com a ajuda de Isabel e Cole, os melhores personagens da trilogia inteira. Os dois continuam trazendo mais vida e ação e, dessa vez, não estão conseguindo negar a atração que sentem um pelo outro. Mas isso não é tudo. Além de lidar com a volta de Grace à vida humana, os dois precisam lidar com a nova determinação do pai de Isabel: uma caçada em massa. E dessa vez, não será tão fácil Isabel convencer seu pai do contrário, por isso, terão que encontrar um meio de fugir desta caçada.

Cole, apesar de continuar se mostrando um personagem desastroso e impulsivo, também mostra que conseguiu herdar o talento do pai para desvendar mistérios científicos, chegando muito perto de conseguir o que Beck nunca conseguiu como líder da família. Nos dá um susto enorme no final do livro e surpreende, conseguindo driblar os imprevistos com Shelby, que aparece para esquentar (ou tardar) a fuga da caçada.

Grace está mais determinada, apesar de frágil, mas transmite aconchego e tranquilidade ao lado de Sam. Mesmo transformada em loba, ela mantém sua personalidade e pensamentos semelhantes como humana. Os dois casais do livro são completamente diferentes e complementares. Todos sofrem e se ajudam juntos, fazendo os planos se concretizarem. Também foi o livro que as narrações em conjunto mais funcionaram.

Sempre é o melhor livro da trilogia. O desfecho foi inesperavelmente um dos melhores que os leitores poderiam imaginar e passa uma mensagem muito bonita de amor, amizade e união. A escrita da Maggie melhorava a cada livro, chegando a prender sua atenção ao máximo, neste terceiro e último livro da série.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo