29.6.15

Por Lugares Incríveis, de Jennifer Niven

Por Lugares Incríveis, escrito por Jennifer Niven

Editora: Seguinte
Páginas: 336
ISBN: 8565765571
Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

Por Lugares Incríveis aborda um assunto bem delicado e denso. Conta a história do ponto de vista de dois personagens, o Finch e a Violet. Os dois se encontram inesperadamente na torre mais alta da escola e pensam em se matar. Mas Finch faz Violet desistir da ideia e, após saírem da torre, os boatos do que aconteceu lá em cima começam a rolar pelos corredores da escola.

Ao serem surpreendidos com um projeto de geografia para que conheçam mais lugares incríveis do estado em que vivem, Finch não pensa duas vezes e escolhe Violet para ser sua dupla e, apesar da relutância no início, Violet aceita.

Finch sofre bullying e é filho de um homem extremamente abusivo e preconceituoso, enquanto sua mãe acredita que tudo por que Finch passa é normal da adolescência e não faz ideia que o filho tem pensamentos suicidas. É um garoto introspectivo, sensível, mas transparece várias personalidades diferentes a cada semana.

Violet acaba de perder sua irmã (e melhor amiga) e possui as principais características de personagens que perderam alguém em algum acidente de carro, como não conseguir dirigir ou entrar em um carro. Antes do acidente, ela era uma das garotas populares e namorava o garoto mais bonito da escola. Ela e sua irmã mantinham um blog sobre assuntos de garotas e Violet ainda sonha em ser escritora, mesmo acreditando que parte do seu dom se foi junto com sua irmã. O ponto positivo da Violet no decorre da história é o Finch.

"É melhor manter as palavras tristes, ruins, más e desagradáveis, separadas onde possam ser vigiadas pra gente ter certeza de que não vão nos pegar de surpresa."

E então, Finch e Violet começam a jornada dos lugares incríveis juntos e ele sente uma necessidade louca de ajudá-la e compreender o motivo que a levou àquela torre. Finch compreende a dor de Violet e quer estar por perto para ajudá-la a passar por todas as dificuldades. E claro que de início ela reluta bastante, e sua dureza para encarar as situações é bastante confusa até pra ela. Mas juntos Finch e Violet são leves, são vivos.

O clímax da história acontece quando os pais de Violet a proíbem de ver Finch. E o que é proibição para um casal apaixonado e cheio de questões mal resolvidas para desenvolver? É isso aí, significa quebrar as regras, óbvio.

Em nenhum momento o relacionamento dos dois foi forçado, pelo contrário. A autora consegue dar tanta vida e realidade aos personagens, que compreendemos tudo que eles estão sentindo e a construção do relacionamento se torna natural.

O final é completamente devastador e tenho certeza que foi escrito com muita emoção e seriedade. Ele consegue arrancar lágrimas até dos menos sensíveis. Jennifer conseguiu mostrar nos pensamentos dos personagens o que os leitores estavam sentindo. Os lugares incríveis que são visitados por eles com certeza são personagens vivos e reais (pois existem de verdade) e são os pilares que mantêm a descontração e momentos de felicidade no meio de uma história cheia de perdas e problemas.

"E se a gente pudesse simplesmente cortar o ruim e ficar só com o bom? É isso que quero fazer com Violet - dar a ela só o bom, manter o ruim longe, para que o bom seja sempre tudo o que temos à nossa volta."

Alguém já leu Por Lugares Incríveis? Como escrevi por aqui antes, ele faz parte dessa nova onda de livros young adults que estão conquistando espaço nas estantes dos jovens e ainda será adaptado para os cinemas muito em breve.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo