27.4.15

Cartas Extraordinárias, Shaun Usher


Eu sempre fui fascinada por biografias pelo simples fato de ser curiosa a respeito de celebridades interessantes - como atores, cantores e escritores. Quando tais livros possuem um conteúdo que nos transmite melhor a personalidade da pessoa exposta, melhor ainda! E há algo mais prazeroso do que descobrir os assuntos que envolviam os pensamentos de tal pessoa, e até mesmo sua letra? Por isso que sempre amei cartas, e a simples possibilidade de mergulhar no mundo delas me atraiu para a leitura de Cartas Extraordinárias, um compilado de cartas realmente extraordinárias!
O equivalente literário a uma caixa de chocolates - Um prazer viciante a cada mordida, Sunday Times
Com esta chamada na capa, o livro já conquista. E o leitor logo percebe que ela é totalmente sincera, pois geralmente não ligamos tanto para essas frases de impacto, já que estão ali para, sobretudo, vender o livro. Porém, há mais:
Literalmente o volume mais delicioso que se poderia imaginar. Cada página é uma maravilha, The Spectator
Este estupendo compêndio de cartas antigas e modernas é o meu livro do ano. Você nunca vai se cansar dele, Stephen Fry
As cartas inseridas aqui não são necessariamente de pessoas famosas. Na capa, diz que são de pessoas "notáveis", e essa é outra sinceridade da diagramação. Há cartas referentes a uma mãe que lamenta a perda de seus filhos na guerra e até mesmo de algum ser humano que escrevia sobre os seus sentimentos séculos atrás, sob a escrita cuneiforme, a primeira de que temos notícia. Entretanto, a maioria se relaciona a pessoas ou eventos conhecidos, como o telegrama pedindo socorro enviado pela tripulação do Titanic, o qual não foi recebido a tempo. O que certamente se pode encontrar em todas as cartas é um conteúdo curioso e que prende a atenção. 

A carta que a escritora modernista Virginia Woolf escreveu ao seu marido antes de se suicidar, Fitzgerald dando conselhos sinceros e amorosos à sua filha, uma receita de bolo da rainha Elizabeth II para o presidente dos EUA, uma mulher relatando a sua cirurgia sem anestesia de cancer de mama, uma pequenina fã que enviou o seu sonho através de uma carta a Roald Dahl, seu escritor preferido... Não tem como não se deixar tocar por cartas como essas; são sinceras, chocantes, calorosas, frias... Meu exemplar está tão marcado, que seria melhor marcar as que não me tocaram tanto assim (assim não gastaria tantos post-its/flags rs).


A diagramação do livro faz toda a diferença, isso porque o seu conteúdo necessita de uma atenção especial. Junto das cartas digitadas (em grande parte, para que possamos entendê-las rs), há o seu fac-símile ou, quando não é possível anexá-lo, uma foto para ilustrar, como a do escritor em questão. Além disso, cada uma é numerada dentro da sequência, não seguindo esta uma ordem programada (não vi problema algum nessa aleatoriedade, pelo contrário - me deixava ainda mais curiosa para saber o que viria a seguir), e contém uma descrição sobre o que se trata, o que é essencial para o livro ser o sucesso que é, pois nos localiza na leitura.

O livro surgiu, na verdade, como um blog, o Letters of Note. Shaun Usher lá postava, regularmente, essas cartas que logo chamaram a atenção para o site e o tornaram famoso. O blog continua no ar, mas seu conteúdo ganhou forma física quando despertou a atenção do mundo. A publicação do livro se dá em diversos países, e todos estão adorando a possibilidade de ter algo tão bacana em suas estantes. E, realmente, é maravilhoso ter tal conteúdo ao alcance da mão - uma forma rápida, e bela, de se distrair.

Fotos

Amei essa letra!

Vídeo


Se gostou, não deixe de se inscrever no canal e de dar um "joinha" ;)

Informações

Editora: Companhia das Letras (clique aqui para comprar)
Título original: Letters of Note
Tradução: Hildegard Feist
Organização: Shaun Usher
Páginas: 368
ISBN: 9788535925111

4 comentários:

  1. Fotos lindíssimas, Mell. Já tinha visto esse livro no blog da Amandinha e me apaixonei. É uma pena que ele seja tão caro...
    Beijo! ^_^

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é lindo de mais e cada vez que vejo um post sobre ele fico com mais vontade ainda de sair correndo, comprar um e começar a ler.

    ResponderExcluir
  3. Luana Novais (Psicose Literári30 de abril de 2015 13:25

    Oi Mell, estou super curiosa para realizar a leitura desse livro. Só pelo título já estou apaixonada! A parte interna então, adoreei!! Estará na minha listinha para o black friday! hahaa

    Beijo, querida!

    Luana
    http://psicoselliteraria.blogspot.com.br/

    @psicoseliteraria

    ResponderExcluir
  4. Ai,Mell,que livro incrível! Que vontade de ler! *---*

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo