15.12.14

Comic Con Experience: Uma experiência para lá de empolgante


A CCXP chegou para animar aqueles que se identificam com cultura pop e, por que não, quem possui aquele lado nerd que não quer calar (ou que seja: um nerd por completo). Idealizado pelo site Omelete, o evento ocorreu entre os dias 5 e 7 de dezembro e contou com uma programação recheada de atrações e atividades bacanas. Sem contar os estandes que ofereciam a cultura em seu estado bruto, como foi o caso da editora Aleph, que esteve presente em todos os dias através de um estande incrível e da presença de Timothy Zahn, autor de seu lançamento "Star Wars: Herdeiro do Império". E foi justamente ela quem convidou o blog Literature-se para conhecer o evento e contar como foi essa tal experiência.

Fui imaginando que apenas conhecer as novas edições da editora me faria contente, mas encontrei um lugar extremamente fértil para quem está disposto a se divertir: boa organização, poucas filas, transporte bom e gratuito do metrô até o evento, milhares de cosplays, a chance de conhecer artistas famosos, de oportunidades para jogar e conhecer novos jogos e séries, filmes para serem assistidos (alguns sortudos puderam assistir de antemão a "O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos")... E não é que também rolou uma pequena, mas incrível, entrevista com Zahn?

Literature-se: Você sentiu o peso de escrever sobre uma série tão querida quanto Star Wars? Como foi escrever sobre o universo expandido?
Timothy Zahn: Foi emocionante! A chance de criar algo maravilhoso, adicionar conteúdo à saga Star Wars, mas também foi muito amedrontador, pois como você disse, é uma grande responsabilidade, há milhões e milhões de fãs que não ficariam felizes comigo se eu fizesse um trabalho ruim.
Então foi um pouco assustador no começo, mas é o tipo de oferta que você não recusa. "Você quer fazer um livro sobre Star Wars?" É claro que eu quero! É um sonho que se tornou realidade e eu nem sabia que estava sonhando, porque não imaginava que estavam pensando em lançar livros de Star Wars.

L: Você está animado para o próximo filme de "Star Wars: The force awakens"?
T: Para os próximos filmes do Star Wars? Sim, eu estou muito empolgado, tanto pelos Episódios VII, VIII e IX quanto pelos spin-offs, e eu estou esperando para ver o que mais a Lucas Film fará com a franquia. Talvez novas séries de TV, outros filmes, mais livros, mais HQs... é uma ótima época para ser fã de Star Wars!

L: O que você está achando do Brasil?
T: Muito legal, as pessoas são muito amigáveis, muito acolhedoras... o trânsito é louco, mas não é pior do que o de grandes cidades nos EUA. Então sim, o Brasil e as pessoas têm sido muito legais pra mim.

L: Qual foi o último livro que você leu?
T: O último livro que eu li? Bem, o que eu estou lendo agora é chamado "How to Lose World War II" ("Como perder a Segunda Guerra Mundial"). É uma lista de erros que foram cometidos pelo Eixo e pelos Aliados que poderiam ter mudado o rumo da história caso eles não tivessem feito coisas estúpidas. É interessante ver como os erros são cometidos, uma vez que eu escrevo muita ficção militar, então esse tipo de leitura fica na minha memória para ser utilizada mais tarde.

L: Você tem algum livro preferido ou que você gosta de reler?
T: São muitos livros, eu não consigo escolher um só. Eu releio alguns deles, mas eu tenho uma pilha desse tamanho de livros que eu ainda não li, então é melhor eu partir pra eles!
(depois da entrevista, ele me confidenciou que adora ler e reler Calvin & Haroldo!)

E, como eu disse, a Aleph disponibilizou edições especiais para a CCXP: uma de "Laranja Mecânica", e outra de "2001: Uma odisseia no espaço". Com capas minimalistas, mas com um apurado trabalho gráfico, fizeram a cabeça de todos os fãs das obras. Algumas pessoas chegaram a me dizer que uma capa branca, ao invés do laranja vivo da edição de 80 anos, não seria adequado ao livro, mas eu discordo: além da capa continuar sendo laranja, e apenas a jacket ter mudado para branco, alguém mais aqui se lembra do moloko? 

Além disso, houve a oportunidade de conhecer os lançamentos do mês da editora, que são os mais esperados do ano, provavelmente: "Eu, robô", uma edição estonteante de "Neuromancer" (em função do aniversário da história) e o próprio "Star Wars". "Neuromancer" ganhou uma capa que explode em cores aos olhos do leitor, e uma caixinha igual ao de seu colega "2001". Uma das edições mais bonitas que já vi no mercado atual. Fiz um vídeo sobre o evento (aproveitei para gravar um pouco por lá para vocês), e nele dá para perceber a minha empolgação com esta edição.


0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo