14.11.14

Resenha: Minha lista de prioridades - A jornada de um professor em busca das grandes lições da vida

Minha lista de prioridades - A jornada de um professor em busca das grandes lições da vida, de David Menasche

Editora: Paralela
Páginas: 208
ISBN: 9788565530712
Livro cedido pela editora em parceria com o blog.

Aos 34 anos, David Menasche foi diagnosticado com câncer no cérebro. Seis anos depois, sofreu uma grave convulsão que tirou parte de sua visão, memória, mobilidade e - talvez a mais trágica de todas as perdas - sua capacidade de ensinar.
Impossibilitado de continuar dando aulas, o professor decidiu interromper com os tratamentos recomendados pelos médicos e montou um plano audacioso: atravessar os Estados Unidos para contemplar o oceano Pacífico antes de perder totalmente a visão, usando o tempo que lhe restava para encontrar antigos alunos e perguntar a eles do que se lembravam do tempo em que passaram juntos. Ele havia sido importante? Tinha feito alguma diferença?
Minha lista de prioridades é uma história real, ainda em construção.
Um livro sobre pequenas epifanias, que se debruça com coragem sobre os temas mais complexos de nossa existência, nos fazendo refletir a cada página sobre o que realmente importa nesta vida.


SOBRE O QUE SE TRATA

Em Minha lista de prioridades somos apresentados a David Menasche, um professor de inglês e literatura do ensino médio (High School) em uma escola preparatória de Miami, que aos 34 anos foi diagnosticado com um tumor no cérebro. De acordo com os médicos que acompanharam o seu caso, a expectativa de vida para David era de poucos meses e, por isso, um tratamento precisaria ser iniciado o quanto antes.

Seguindo à risca o tratamento imposto pelos médicos, David continuou a levar a sua vida de professor da forma mais normal possível e a participar ativamente da formação de seus alunos. Seis anos após o diagnóstico, ele sofreu uma convulsão que lhe tirou parte das memórias, de sua visão e de sua mobilidade e lhe impediu de continuar a lecionar. Ao recordar uma das atividades que realizava com seus alunos, na qual pedia que listassem as suas prioridades na vida, David decide recuperar a sua independência. Ele abandona os tratamentos e parte em uma viagem pelos Estados Unidos, visitando seus ex-alunos, com quem conversa sobre o tempo que viveram juntos na escola.

MINHAS IMPRESSÕES

Primeiramente, gostei do tom leve do livro. Apesar de trazer o relato de um homem que convive com um câncer em estágio terminal, Minha lista de prioridades não é um livro triste, amargo e que te faz ficar com vontade de chorar a cada virada de página. Muito pelo contrário, David Menasche é uma pessoa bastante otimista. Mesmo quando ele tem todos os motivos do mundo para se revoltar com tudo e com todos, ele mantém a cabeça erguida e um sorriso no rosto. Claro que nem sempre foi assim; ele passou por todo o processo de negação até chegar à aceitação. Mas, uma vez que aceitou, ele optou por ser forte e não desistir da luta.

A narrativa é feita em primeira pessoa pelo próprio David, que conta os acontecimentos de sua vida desde quando soube que tinha câncer até alguns meses após a publicação do livro. Ele faz uso de uma certa ironia e também de bom humor em sua escrita, principalmente quando descreve os momentos mais delicados, como, por exemplo, quando teve que contar aos pais sobre a sua situação antes de um jantar de Ação de Graças. O livro também traz os depoimentos de alguns dos alunos de David, normalmente colocados após a descrição de uma situação que tenha relação com o depoimento ou com a relação do professor com seu aluno, que, para mim, constitui o elemento mais bonito do livro. 

É emocionante perceber o quanto um professor é responsável pelas mudanças e decisões na vida de seus estudantes, principalmente quando estes são adolescentes. Dá para perceber pelos relatos que a relação entre David e seus alunos era de muito respeito e confiança; seus alunos, muitas vezes o procuravam para conversar sobre o futuro e os conselhos que recebiam ajudaram a moldar a vida que eles têm hoje. David, mais do que ensinar inglês e literatura, ensinou seus alunos a serem pessoas melhores. A amizade que se formou entre eles foi tão forte que, ao saberem da viagem de David, muitos alunos disponibilizaram suas casas para recebê-lo.
 
Por ser um professor de literatura, David faz referência à vários livros, principalmente clássicos, da literatura estadunidense e mundial, o que é um prato cheio para quem gosta desse tipo de coisa e está sempre com um caderninho à mão para anotar as dicas. Alguns exemplos: O sol é para todos, O grande Gatsby, O apanhador no campo de centeio, Laranja Mecânica, A revolução dos bichos, A redoma de vidro e On The Road.

O único aspecto que me causou um certo estranhamento é a forma como David descreve a reação de algumas pessoas próximas dele à sua situação; mais precisamente sua esposa (ou, no caso, ex-esposa) Paula. Sempre que o autor deixava claro que havia uma certa indiferença da parte dela, eu duvidava um pouco da extensão de tal comportamento. Atribuo essa reação ao fato de que estamos lidando com uma narrativa em primeira pessoa, que traz as impressões bastante subjetivas de seu narrador. Prefiro acreditar que há um certo rancor da parte de David, do que aceitar seu relato a respeito da esposa como verdadeiro. É cruel demais.

Concluindo, Minha lista de prioridades é um livro otimista, apesar dos motivos que levaram à sua criação, sobre amizade, aceitação e superação. É uma leitura agradável, leve e inspiradora. Recomendo à todos!

1 comentários:

  1. Criativa Re-leitura14 de novembro de 2014 12:20

    Uma história parecida muito com algum filme que eu já vi. Muito boa a proposta do livro.

    http://criativare-leitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo