19.9.14

Literalmente falando #08 - Sobre abandonar leituras


Em agosto resolvi tomar uma decisão para a minha vida como leitora: não vou mais prosseguir com a leitura de um livro que não está me agradando. Pode ser apenas um "até logo", mas pode ser também um abandono definitivo.

O pontapé inicial para a decisão surgiu em decorrência da sensação enfadonha causada pela e durante a leitura de "Por isso a gente acabou", de Daniel Handler, que eu vinha arrastando desde julho. À princípio, achei que o problema fosse a ressaca literária (sobre a qual já falei aqui), mas logo ficou claro que era algo além disso. O livro não estava me prendendo, a narrativa me incomodava e a protagonista/narradora não me agradou; muito pelo contrário, me irritou. Coloquei o livro em um canto e iniciei outra leitura, mas vez ou outra me vinha um sentimento de culpa e lá estava eu novamente lidando/lutando com os dilemas de Min e Ed.

Foi durante uma viagem de transporte público - experiência bem chata, convenhamos - que me dei conta do quanto eu estava perdendo tempo em insistir com aquela leitura. Vejam bem, em média disponho de uma hora por viagem de transporte público, tempo mais que suficiente para me dedicar a uma boa leitura, certo? Então, me digam, por que gastar esse tempo, ou o tempo que tenho para ler antes de dormir, com algo enfadonho? Que bem isso me traria? Pois é, nenhum.

Não sei vocês, mas eu gosto de ler para me divertir, para viajar e conhecer novos lugares e também para aprender. Sempre que começo a leitura de um novo livro, procuro obter sensações agradáveis. Assim, me dei conta de que estava me forçando a concluir uma leitura desagradável pura e simplesmente para dizer que concluí, mesmo que o livro não me trouxesse nada de positivo. Em resumo: estava fazendo uma leitura obrigatória imposta por mim! Vejam só que coisa mais absurda! Lembro de como eu detestava ter que tirar o tempo do Harry Potter para ler "Iracema". Não conseguia compreender por que raios eu precisava ler a história da virgem dos lábios de mel e que guardava o segredo da Jurema (é isso mesmo?) só porque tinha que fazer uma prova. Não fazia sentido naquela época e não faz sentido hoje. 

Está certo que nunca mais quero ler nada do José de Alencar (mentira, quero sim, mas ainda não tive a coragem), mas a leitura imposta no colégio tinha um objetivo: o vestibular. No meu caso com "Por isso a gente acabou" não havia nenhum objetivo a não ser me chatear. Assim, respirei fundo, fechei o livro e o coloquei de volta na estante. Não sei ainda que destino ele terá, mas sinceramente, não me sinto mal por tê-lo abandonado. Claro, é chato saber que gastei dinheiro em um produto que não utilizarei, mas ainda prefiro a alternativa de doar para alguém que pode gostar da história a ter que sofrer com uma leitura chatíssima. 

O fato é que a vida é curta e - infelizmente! - não terei tempo de ler tudo o que quero ler, então, por que perder tempo com algo que não me acrescentará nada, nem ao menos uma experiência divertida? Não faz sentido! De leitura obrigatória já basta as que fiz na escola e as que poderei fazer se, eventualmente, voltar a estudar. Por livre e espontânea vontade, lerei apenas o que estiver me envolvendo e agradando. Afinal, ler é para ser algo bom, certo?

Escrevi este texto com a esperança de encontrar pessoas que, como eu, não se sentem mal em abandonar as leituras enfadonhas e de ajudar, quem sabe, alguém que esteja passando por situação parecida com a minha. Não se sinta mal por não amar uma leitura ou não sentir vontade de continuá-la. Pode ser que o livro não esteja te agradando por conta do momento que você está vivendo; neste caso, dê um tempo e vá ler outra coisa. Na hora certa, vocês se encontrarão novamente. Mas se o livro não estiver interessante e você tiver a certeza de que não vai lhe acrescentar nada, pode abandoná-lo sem peso na consciência. Quem sabe você pode até trocá-lo no Skoob ou em um sebo por algum livro que realmente te interesse, não é? Assim você se livra de uma leitura desagradável e ainda fica com o tempo para ler algo mais atraente.

Digam aí nos comentários o que vocês pensam sobre o assunto. Vocês abandonam leituras chatas? Ou persistem até o final? Vou adorar saber!

12 comentários:

  1. Eu refleti sobre esse assunto recentemente, depois de sofrer uma barbaridade para concluir a leitura da biografia do Capote e não conseguir passar da metade. Acabei chegando a mesma conclusão que você. A vida é tão curta, passa tão rápido... Tenho vários outros livros para ler e acabar abdicando desse tempo para ler algo que não cativa, não faz sentido. Por muitas vezes insisti em leituras que não eram agradáveis só pela esperança do final ser bom, algumas vezes me surpreendi e a história acabou sendo boa, mas outras tantas vezes não, terminei com a sensação de tempo perdido. Afinal, por que perder esse tempo? Agora abandono sem remorso algum. Às vezes a gente precisa se permitir pelo menos esse prazer, o prazer de relaxar e ler o que se gosta, sem culpas. Ótimo texto! Me empolguei pra caramba no comentário. Rsrs. Beijos, Mariucha

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?Acredita que tenho um post pronto sobre isso no meu blog e não tive ainda a coragem de postá-lo,hahahaha, talvez pelas parcerias ou sei lá o que, porque vou ser sincera, as vezes recebo livros de parcerias que li a sinopse e vi a capa e amei, mas quando começo a ler, cara, a leitura não flui, a história não me pega, ai fico naquela se continuo por conta de ser de parceria, ou se começo outro, é bem chato isso.
    Mas vou fazer como você e postá-lo sim, nem Jesus Cristo agradou a todos né?
    Eu amei seu post, já coloquei algumas leituras de lado,mas sempre retomei por causa de ter de fazer resenha, por ser de parceria, e menina,tenho livros na minha estante que fazem meus olhos brilharem,mas não consigo ler por leituras arrastadas que me prendem,isso é bem chato mesmo.
    Mas vou seguir seu conselho, postar meu post e começar a ler livros que me façam sentir feliz com a leitura, porque não tem nada pior do que ler um livro por obrigação igual na época de escola, concordo com você.


    beijinhos


    me visite: ateliedoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Michas, te entendo perfeitamente. É muito difícil abandonar as leituras, sejam elas quais forem. Acho que quando ficamos mais velhos isso é ainda mais difícil. Pois pensamos "Já li tanta coisa, já tenho tanta experiência nisso, não é possível que exista algo que eu não consiga ler". Mas existe. E esse segundo semestre está sendo assim pra mim. Tenho algumas leituras obrigatórias e percebi o quanto isso é horrível mesmo. Seja imposto por mim mesma ou pelos outros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. João Vitor Oliveira19 de setembro de 2014 16:49

    E agora, você explicou o "Por isso a gente acabou", no caso a relação entre você e o livro. Que metalinguagem foi essa hein Michas? Falar de terminar/adiar a leitura de um livro justamente com esse nome kkk Até hoje ainda não fui obrigado a abandonar nenhum livro, embora tenha sentido vontade em alguns. Vou acatar essa dica para minha vida, porque todos os leitores sabem o quanto é triste ler um livro chato quando tem outros tão legais esperando na fila. E acho que vou começar a me controlar mais quanto à compra de livros, uma vez que compro e deixo aqui enfeitando a estante, porque ler que é bom... Ex: a trilogia Mundo de Tinta, empacada aqui há quase um ano, mas depois dessa dica estou mais tranquilo, quando chegar a hora certa, lerei.

    ResponderExcluir
  5. Eu penso da seguinte forma: Ja sei que não vou viver tempo suficiente para ler todos os livros que eu quero.. então esse tempo que vivo que seja para ler algo que me agrade..

    Essa coisa empurrar leitura com a barriga não dá rsrs

    Beijos

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  6. Isto acontece com todas as pessoas que amam ler, mas nem todas tem a coragem como vc mencionou. Eu não abandonei o preço de uma lição a pouco tempo, estava no sétimo capitulo ainda. Se um livro não me agrada eu passo para o próximo, pois como citado acima, a vida é curta, e no mercado livros que me agradam é o que não falta.

    ResponderExcluir
  7. Eu recentemente abandonei a leitura de Companhia Negra, já no primeiro capítulo eu não gostei e deixei pra lá, substitui pelo livro O segredo de Emma Corrigan,e foi a melhor escolha que fiz, não sinto peso nenhum abandonando uma leitura que eu não esotu gostando.

    http://fernandaconversandosobretudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Michas :) Eu, antigamente, não aguentava a ideia de abandonar uma leitura, mas tudo mudou quando comecei a ler O Guia do Mochileiro das Galáxias. Me obriguei a terminá-lo, achando que ia gostar no final, e depois ainda li metade do segundo, mesmo odiando. Foi aí que decidi que nada daquilo era necessário, porque não é nenhum pecado eu parar de ler alguma coisa por não ter gostado! Enfim, adorei o seu post :3

    Meu blog: www.umaunicornio-leitora.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Michas! :)

    Então eu concordo muito com o que você disse. Se um livro não está bom, eu não termino de ler e dou um jeito de trocar. Claro que para chegar a essa ponto tem que ser BEM ruim, porque as vezes pauso a leitura de um livro porque a época não está muito ok e tal. Mas outros eu realmente me decepciono e aí, dá-lhe troquinhas no skoob! E acaba sendo a melhor coisa que eu faço, porque troco por um livro que eu provavelmente vá gostar mais e que valha mais a pena.


    Adorei o post!


    Beixos


    http://www.dedilhar.com

    ResponderExcluir
  10. Olá Michas *-* Não gosto de prosseguir com leituras que não me agradam ... Simplesmente abandono sem remorso .
    Que sentido faz fazermos algo que não nos agrada , e por livre e espontânea vontade ? pelo meu ponto de vista nenhum .
    Bjjjss :D

    ResponderExcluir
  11. Olá, me perdoe a sinceridade...rsrsrsr...mas nossa, fui lendo e pensando "ela sente mesmo tanta dó em abandonar uma leitura chata?
    Acho que qualquer tipo de leitura tem que nos distrair e dar prazer, quando vira obrigação tudo perde a graça não é mesmo?
    Eu fico muito chateada se por exemplo quero muito ler aquele livro e de repente não está sendo o que eu esperava...aí dou mais uma lida, para ver se a história "deslancha"...se não delanchar eu largo para lá e vou me ocupar com alguma leitura que me agrade mais. Até hoje só abandonei dois livros: anna e o beijo francês (teneti ler 3 vezes e nada, um porre) e eu fui a melhor amiga de Jane Austen (nossa, esse eu nem tentei ir adiante, abandonei mesmo).
    Não se sinta tão chateada de abandonar uma leitura, ou não era aquele momento ou então a história pode ser chata mesmo..desapega, desapega kkkkk
    bjão

    ResponderExcluir
  12. Oi sou novo por aqui e adorei o seu texto. Concordo plenamente com vc, se está ruim porque continuar, pois vc vai perder tempo e no fundo vai ficar com raiva e ódio de um livro que na verdade vc não tava no momento certo pra ler. Parabéns pelo blog. Pedro

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo