8.8.14

Meus pais preferidos da literatura

Domingo é dia dos pais e, assim como fiz em maio com as mães, não poderia deixar a data passar em branco por aqui. Por isso, hoje vou listar os meus pais preferidos da literatura.

Para começar, o Sr. Sempere, de A sombra do vento, de Carlos Ruiz Zafón. Após perder a suas esposa e sem saber como consolar seu pequeno filho, Daniel, o Sr. Sempere resolve levá-lo ao Cemitério dos Livros Esquecidos. Lá, Daniel descobre o mundo da literatura e vocês terão que concordar comigo quando digo que este é o melhor presente que um pai poderia dar, né? Depois de jurar proteger o livro A sombra do vento, Daniel viverá muitas aventuras e contará sempre com os sábios conselhos de seu pai.
Westeros (reino/país onde acontecem as histórias de As crônicas de gelo e fogo) não é, de forma alguma, o melhor lugar do mundo. Violência - de todos os tipos - e injustiça são comuns por lá e é realmente difícil encontrar alguém em quem se possa confiar. Eddard "Ned" Stark, rei do Norte e senhor de Winterfell, é uma dessas pessoas. Além de ser bastante justo e prezar sempre pela honra, Ned é um bom pai e tenta, na medida do possível, preparar seus filhos para o mundo cruel em que vivem; chegando até a sair do convencional, permitindo que uma de suas filhas aprenda a usar uma espada, ao invés de fazer costura. Além disso, Ned os ensinou a serem pessoas de honra - não que isso valha muita coisa em Westeros, mas ainda assim, não deixa de ser algo a ser apreciado.


O Sr. Weasley é aquele pai divertido e que consegue transformar a situação mais simples em uma história engraçada. Tá certo que, normalmente, ele é bem atrapalhado e que sem a ajuda de Molly ele ficaria bastante perdido, mas quando as coisas começam a ficar complicadas, ele consegue manter tudo sob controle e ainda proteger todos os seus filhos (e o Harry, que é meio que filho, né?). A final da Copa de Mundo de Quadribol está aí para provar.

O fantasma do Rei Hamlet é, sem sombra de dúvidas, a minha escolha mais inusitada. A bem da verdade, gosto de como ele volta dos mortos para pedir que seu filho, o Príncipe Hamlet, vingue a sua morte. A tragédia de Shakespeare é cheia de temas pesados/polêmicos como traição, incesto e corrupção e passa longe do clima alegre e fraterno do dia dos pais, mas, não há como negar que um pai voltando dos mortos é, no mínimo, intrigante para um filho. Sem falar que é esse retorno que instiga muito da ação da peça.


Por fim, Poseidon, o deus grego do mar. Mais precisamente, a versão de Rick Riordan nos livros da série Percy Jackson e os Olimpianos. No contexto da história, ficou estabelecido que os deuses não deveriam interagir diretamente com seus filhos, ainda assim, Poseidon contraria as regras e sempre que pode, ajuda Percy em suas missões. Ao contrário de Zeus, ele é um pai bastante carinhoso e disposto a escutar as aflições do filho, não dando muita atenção ao que os demais deuses possam pensar.


E aí, quais são os pais preferidos de vocês na literatura? Digam nos comentários que a gente quer saber! Desejamos à todos os pais um feliz Dia dos Pais!

3 comentários:

  1. Ótimo post!!!
    O Sr. Weasley é muito legal, Poseidon e Ned Stark eu só conheço por filme/série.
    A Sombra do Vento ainda lerei algum dia.


    Beijos,
    Thiago - http://gentlegeek.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Território das G.12 de agosto de 2014 09:22

    Olá, Michas
    Tudo bem?
    Pena que meu pai não curte ler, se não seriam ótimas opções mesmo, muito bem escolhidas. Parabéns, amei o post!
    Beijos*-*
    Território das Garotas

    ResponderExcluir
  3. Oi Michelle!
    Sr. Weasley é o meu pai da literatura preferido tb!
    Apesar de não conhecer os outros que você disse rsrsrs!
    Mas eu amo HP e sou suspeita p falar!
    Bjos!


    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo