21.7.14

Recordes literários


Quem nunca teve a curiosidade de folhear um Guinness e descobrir coisas bizarras ou, no mínimo, interessantes? São fatos às vezes até duvidosos, mas é sempre muito bom compartilhar com os amigos as notícias mais inusitadas. Já pensou sobre os recordes do mundo literário? Pensando nessa curiosidade característica do ser humano, pesquisei sobre os principais fatos envolvendo a literatura que ganharam destaque por terem atingido um recorde. E nada melhor do que compartilhar com quem ama literatura também, certo?

Tamanho é documento!

[Fonte]
O Brasil fica com o recorde de maior livro com um exemplar de "O Pequeno Príncipe" de 2 metros de altura e 3 de largura, exibido na Bienal do Livro do Rio de Janeiro em 2007.

Já o menor livro "Teeny Ted from Turnip Town" mede 70 micrômeros por 100 micrômeros. Foi criado pelos cientistas canadenses e é necessário um microscópio eletrônico para conseguir vê-lo.

Não dá para acreditar, quanto mais imaginar o maior título do mundo. O indiano Sreenathachary Vangeepuram publicou um livro com 1.086 palavras em seu título!

O mais jovem best-seller

Christopher Paolini publicou o primeiro livro do Ciclo da Herança ("Eragon") aos 15 anos e já vendeu mais de 20 milhões de livros!

Menos é mais

Acha que o Brasil não tem mais recorde registrado? Pois esse é incrível: o brasileiro Ryoki Inoue é reconhecido por ser o escritor mais prolífico do mundo, com 1100 obras publicadas. Ele consegue escrever um livro em apenas 6 horas!

O mundo inteiro lê

Acho que o escritor mais traduzido não será surpresa para ninguém. Aliás, a escritora: Agatha Christie! Ela é a autora mais traduzida, com 7117 versões.


Uma morte bombástica 

O obituário da morte de Hercule Poirot foi publicado na primeira página do New York Times em 1975. O personagem foi criado pela Agatha Christie e aquele era o ano de lançamento de "Cai o pano", romance com a trama da morte do famoso detetive. Este foi o primeiro personagem a entrar num obituário de jornal

A arte de não dizer não ser positivo

Jorge Neiman, professora gaúcho, foi indicado ao Guinnes por ter escrito um livro integralmente positivo. "A Arte de Viver em Paz" possui 180 páginas e nelas a palavra "não" simplesmente não aparece. Já pensou em banir a palavra do seu vocabulário?

Papeis de ouro ou conteúdo precioso?

Nada menos do que Bill Gates para arrematar, em 1994, "O Codex Leicester", o livro mais valioso que já existiu. Possui desenhos e anotações originais de Leonardo da Vinci, é único no mundo e, por essas e outras, custou R$ 30,8 milhões.

5 comentários:

  1. Christopher Paolini com 15 anos??????????? Isso explica muita coisa... oO

    ResponderExcluir
  2. Adoro ler curiosidades. Dessas eu sabia a do Paolini, Agatha, Hercule e o livro de Bill Gates. As outras foram novidades :)
    Agatha é amor <3 Merece todos os recordes bons do mundo.
    Que fofo esse livro do Pequeno Príncipe gigante. Queria ter visto!
    Beijo, Mell!

    ResponderExcluir
  3. Raimundo Ferreira22 de julho de 2014 14:50

    Muito interessante! É sempre bom ficarmos atualizados quanto a essas informações de um mundo que tanto amamos. Pra mim, foi tudo novidade e adorei descobrir tudo isso.

    Visite: legereoculis.blogspot.com.br
    Curta: https://www.facebook.com/legereoculis

    ResponderExcluir
  4. Adorei a do livro integralmente positivo! Preciso aprender algumas lições de vida com esse autor, haha!

    Abraços,

    http://porenseetcs.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Não usar 'não' não é tão fácil assim não, hahaha.
    Gostei da seleção de recordes!!! Me lembra que eu tenho 2 posts pra fazer sobre séries/livros longos.


    Beijos,
    Thiago - http://gentlegeek.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo