25.6.14

Entrevistando um autor: Karen Harrington + Sorteios de Claros Sinais de Loucura

É com enorme entusiasmo que o Literature-se e o Nuvem Literária se juntaram para realizar uma entrevista com a recém autora publicada pela Intrínseca, Karen Harrington. Seu livro, "Claros Sinais de Loucura" (Sure Signs of Crazy) foi lançado pela editora no mês de abril e já conquistou nossos corações (leia nossas resenhas aqui e aqui, e veja a resenha em vídeo no canal do blog Literature-se também)! 

"Claros Sinais de Loucura" vem recebendo muitos elogios e, como ela se mostrou uma pessoa adorável e super atenciosa, enviamos algumas perguntinhas que ela carinhosamente respondeu. Sério, se havia alguma dúvida sobre gostar totalmente e integralmente de "Claros Sinais de Loucura" (e não havia, óbvio rs), depois de conhecer a Karen e ver o quão especial ela é com os fãs, já se desfez por completo.

Literature-se e Nuvem Literária: Pelo que posso deduzir você é uma boa leitora. Quando surgiu seu gosto pela leitura?
Karen Harrington: Eu já era uma leitora aficionada muito antes de decidir escrever. Meu primeiro verdadeiro amor por livros começou quando eu tinha aproximadamente 12 anos e descobri “Little Women” (Mulherzinhas, em português) de Louisa May Alcott. 

L+N: Quando e por que surgiu sua paixão pela escrita? Essa sua habilidade foi influenciada por alguém ou alguma obra em si?
KH: Meu professor de Inglês do sexto ano era um escritor. Aquilo teve um tremendo impacto em mim. Pela primeira vez, eu conhecia um autor DE VERDADE e então escrever um livro pareceu algo possível. Obviamente, levou décadas para que eu tentasse escrever, de fato, um romance completo. Eu estava na faculdade quando escrevi meu primeiro livro. (Um livro horrível, mas ainda assim, o primeiro!)

L+N: Qual foi a sensação quando publicou o seu primeiro livro? 
KH: Foi um sonho que se tornou realidade! Eu frequentemente visitava a livraria e a biblioteca para ver o meu livro. Como uma verdadeira "book nerd", eu também tirei fotos dele! Ainda é emocionante pensar em como pequenas anotações em um caderno realmente cresceram e se transformaram em um livro.

L+N: O que está achando da receptividade de seu livro aqui no Brasil? Já recebeu mensagens de fãs brasileiros?
KH: Estou comovida pelo fato do meu trabalho estar sendo lido em outro país! De verdade, estou muito animada com isso. Eu nunca sonhei tão alto e agora, saber que outros estão lendo o livro me deixa infinitamente feliz. E sim, eu tenho recebido várias mensagens de leitores brasileiros. Cada um deles tem um lugar especial no meu scrapbook! 

L+N: Em "Claros Sinais de Loucura", o clássico "O sol é para todos" tem grande destaque na vida de Sarah. A obra também é importante para você? Conte-nos um pouco o que ela significa na sua vida, seja como uma boa leitura ou mesmo por fazer parte de um livro seu.
KH: Obrigada por fazer essa pergunta. "To Kill A Mockingbird" ("O Sol é para todos", em português) é um livro que eu sempre admirei. Eu o reli há alguns anos atrás após me tornar mãe. A história estava tão nova e revigorada. Pareceu-me o perfeito manual de como ser pais compreensivos e amorosos. Então, como Sarah Nelson teve uma vida tão difícil, eu queria que ela tivesse essa experiência também. Eu queria que ela soubesse, mesmo dentro das páginas de um livro, que um pai ideal pode existir e de fato existe.

L+N: Se você pudesse escrever para algum personagem de que gosta, qual seria e por quê?
KH: Eu acho que eu também escreveria para Atticus. Eu adoraria ouvir sua sabedoria sobre muitas coisas que estão acontecendo no mundo hoje em dia. Sua confiança inspiraria muitos, você não acha?

L+N: Quais são as suas palavras preferidas? E as suas palavras problema?
KH: Favoritas são amor, paz, esperança e incandescente.
Palavras problema são ódio e estupidez. (Essas palavras são proibidas em nossa casa.)

L+N: Sarah é uma personagem muito bem construída. Muitos, inclusive eu, a considera o ponto forte de sua obra. Como surgiu a ideia de criar Sarah? Teve alguma inspiração no processo?
KH: Ah, obrigada! Eu adorei escrever a perspectiva de Sarah e conhecer seus pensamentos secretos. A história surgiu de uma forma interessante. Meu primeiro romance, “Janeology”, é totalmente voltado para o crime da mãe de Sarah e o julgamento de seu pai. Muitos meses após sua publicação, um leitor me escreveu perguntando sobre o que havia acontecido com a Sarah. Aquela ideia me intrigou muito. Eu comecei a fazer anotações sobre como seria viver sob a sombra de uma mãe infame. Eu comecei a escrever um diário – o diário de Sarah – apenas para começar a conhecer seus pensamentos. E ela nasceu! A história começou a crescer e tomar forma. (Esse é o motivo pelo qual eu encorajo todo mundo a procurar seus autores favoritos. Você nunca sabe se pode inspirar uma nova história!) 

L+N: Qual o seu livro de cabeceira?
KH: Eu acabo de terminar de ler “We were liars” (“Quando éramos mentirosos”, tradução de Portugal) de E. Lockhart. Eu comecei "The Farm" (ainda sem título em português), de Tom Rob Smith.

L+N: Atualmente, você está escrevendo algum outro livro? Se sim, pode nos contar um pouco sobre ele?
KH: Estou escrevendo um livro chamado “Mayday”, que será publicado em 2016 pela editora Little, Brown Books. É sobre um jovem sobrevivente de acidente aéreo que está lutando contra a culpa enquanto tenta simplesmente encontrar seu lugar dentro de uma família de tradição militar.

L+N: Muito obrigada por aceitar responder às perguntas. "Claros Sinais de Loucura" é uma das nossas melhores leituras do ano, claramente o queridinho do momento, e você é super atenciosa, o que é demais! Gostaria de dizer algo para seus leitores brasileiros? 
KH: Muito obrigada por suas palavras gentis sobre o livro. Estou tão encantada por você e outros leitores no Brasil terem gostado da história. É realmente um sonho tornando-se realidade saber que Sarah está viajando pelo mundo. Apesar de eu ainda não ter estado no Brasil, posso dizer que está repleto de pessoas verdadeiramente calorosas e gentis e eu espero poder visitá-lo um dia. 

L+N: Ps: E não teria como a Intrínseca publicar seus outros trabalhos aqui no Brasil, não? ;)
KH: Seria realmente maravilhoso se eles fizessem isso! Eu não tenho controle algum sobre essas coisas, mas eu ficaria muito feliz se acontecesse. 



Como vocês podem perceber, ela é mesmo incrível. Para presentear as férias (ou pseudo-férias, ou mesmo o mês de julho, se preferirem rs) de vocês, nossos blogs, conjuntamente à editora Intrínseca, sortearão dois exemplares de "Claros Sinais de Loucura" para dois sortudos, cada um recebendo um livro. Demais, não é?!

Para participar é super simples: não precisa de nenhum requisito obrigatório, apenas dar uma entrada no formulário abaixo. Porém, você terá muito mais chances se quiser seguir o Twitter de nossos blogs, tweetar sobre o sorteio, curtir nossas fanpages, se inscrever no canal de nossos blogs lá no Youtube etc ;) Ficam como chances extras que fazem a diferença na hora do sorteio.


O sorteio é válido do dia 25/06/2014 até às 23h59 do dia 14/07/2014.
Somente para aqueles que possuem endereço de entrega no Brasil.
O envio dos exemplares será realizado pela Intrínseca.

26 comentários:

  1. participando e torcendo!!
    Patricia Gomes
    patygomes@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Participando. Também gostaria que os outros livros da autora fossem publicados por aqui.

    ResponderExcluir
  3. Oi Melzinha :)

    Parabéns pela entrevista e pela iniciativa! Achei sensacional você e a Ju se juntarem pra isso, só tornou tudo melhor. <3

    Deu pra ver que a conversa fluiu bem, foi por e-mail isso ou vocês falaram com ela? ♥ Imagina que legal!!!!

    Beijoca!!!! <3

    PS: QUEREMOS MAIS ENTREVISTAS!

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca ganho nada heusahieuhasiuea mas já to participando (:

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente adorei esse livro, preciso dele o quanto antes kkk
    Quero ganhar!!! Ótima entrevista :)

    ResponderExcluir
  6. Cristiane de oliveira6 de julho de 2014 05:04

    Gostei muito de saber um pouco mais sobre a autora.

    ResponderExcluir
  7. Otima entrevista. Estou com muita vontade de ler esse livro. Parabéns.

    Participando!

    Meyre Christina

    nangy@ig.com.br

    ResponderExcluir
  8. Quase comprei esse livro quando fui na livraria final de semana, hahaha. Seria uma sorte ganhar, estou doida pra ler!
    Participando, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Meiriellen Nascimento8 de julho de 2014 10:06

    participando!!!https://www.facebook.com/meiriellensantos

    ResponderExcluir
  10. Participando! Fiz todos os passos. Torcendo! Adoro p Literature-se e o Nuvem Literária, são meus blogs e canais do you tube preferidos.

    ResponderExcluir
  11. Participando *-*
    larissaleal_s@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  12. não tenho twitter entao nao vou ter chances de ganhar :(
    baba_marialo@hotmail.com

    ResponderExcluir
  13. Faz um twitter só pra participar das promoções ! O meu é só pra isso !

    ResponderExcluir
  14. Participando!!!
    https://www.facebook.com/raiane.costa.756

    ResponderExcluir
  15. Participando!!
    /raiane.costa.756

    ResponderExcluir
  16. Ele é demais, vale a pena ser comprado ;)

    ResponderExcluir
  17. Leia leia leia, você irá adorar ainda mais quando ler rs Beijos

    ResponderExcluir
  18. Sim, muito interessante, né? Ela é uma fofa!

    ResponderExcluir
  19. hahaha Foi uma ideia que surgiu meio que do nada. Mas deu certo <3
    Foi por e-mail mesmo. Mas eu pedi a entrevista via twitter hahahaha Ahhh, a modernidade <3
    Beijos, e vou tentar trazer mais entrevistas, pode deixar ;)

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo