30.5.14

Clássicos para ler em dias frios


Foi durante essa semana de frio aqui em São Paulo que me ocorreu a seguinte ideia: gosto de ler clássicos no inverno. Pensando nisso e tendo em mente que winter is coming, resolvi indicar a leitura de cinco clássicos que acho que combinam bastante com um bom cobertor e uma xícara de chá/café/chocolate quente. Por isso, se aconchegue em um monte de travesseiros, e embarque comigo nessas recomendações.


Os sofrimentos do jovem Werther 
(Goethe)

Sim, aquele livro que a gente aprende na escola como sendo o marco do início do Romantismo. Se você teve um professor de Literatura chato, ignore tudo o que ele disse sobre esse livro e leia o que eu estou te dizendo: esse livro é bom! Narrado de forma epistolar pelo jovem Werther, que sofre por uma paixão profunda e impossível de ser consumada, resolve contar os seus infortúnios para um amigo. Charlotte, a sua amada e a sua razão para viver, está prometida a outro homem, o que os impede de um dia ficarem juntos. Amargurado e desesperado, Werther mergulha em um universo de angústia do qual só consegue se livrar de forma bastante trágica. O livro, que foi publicado em 1774, foi um best-seller na época e gerou uma onda de suicídios por toda a Europa. 






O morro dos ventos uivantes 
(Emily Brontë)

Sempre que penso em clássicos para ler no frio, penso no único romance de Emily Brontë. Publicado em 1847, O morro dos ventos uivantes é um dos principais clássicos ingleses e o que chamamos de um romance vitoriano. O sr. Earnshaw faz uma viagem e, quando retorna, traz consigo o pequeno órfão Heathcliff - de quem ninguém sabe a origem ou sobrenome - que passa a morar na grande propriedade Wuthering Heights. O garoto logo se afeiçoa por Catherine - ou apenas Cathy - a filha de seu benfeitor e de quem se torna muito próximo; ao mesmo tempo, Heathcliff ganha a antipatia de Hindley, irmão de Cathy, que acredita estar perdendo a afeição de seu pai por conta do novo garoto. Conforme os anos vão passando, Cathy e Heathcliff se apaixonam, mas as convenções sociais da época se transformam em obstáculos para eles, que acabam se separando. 

Uma história sobre amor e ódio, vingança e redençãoO morro dos ventos uivantes é o tipo de livro que demora para engatar - apesar de trazer um início bastante intrigante -, mas quando faz, se transforma em uma história envolvente e com personagens muito marcantes.



Jane Eyre 
(Charlotte Brontë)

Também publicado em 1847 por uma das irmãs Brontë, Jane Eyre traz a história da personagem que dá nome ao livro. Muito jovem, Jane se tornou órfã e ficou sob os cuidados do irmão de sua mãe que, antes de falecer, pediu que sua esposa cuidasse de sua sobrinha como se fosse um de seus filhos. Após a morte do marido, a rancorosa Sra. Reed não cumpre a sua promessa e transforma a vida da pequena Jane em um grande pesadelo. Quando a menina completa 10 anos, é enviada para um colégio interno com uma estrutura bastante precária e mantido apenas pela caridade de famílias ricas. Lá, a menina, além de ser educada e disciplinada de forma bastante rígida, enfrentará muitas dores antes de se tornar uma moça de princípios e com interesse em ser preceptora.

Após concluir os estudos, Jane vai trabalhar em Thornfield Hall, onde deverá educar a menina Adele, que vive sob os cuidados de seu benfeitor, o Sr. Rochester, um homem bastante amargo, sombrio e misterioso que logo desperta o interesse de Jane. Conforme sua estadia na mansão se estende, a heroína da história começa a perceber que há muitos segredos naquela casa. Jane Eyre é um clássico muito envolvente, que traz elementos da literatura gótica e de mistério, além de abordar temas considerados inadequados para a época.



A outra volta do parafuso 
(Henry James)

Publicado em 1898, A outra volta do parafuso (ou apenas A volta do parafuso) traz uma história de terror sobre fantasmas. Tudo tem início com um grupo de amigos reunidos em uma casa antiga para contar histórias de terror. Um dos homens ali presentes resolve ler um relato que lhe foi confiado há muitos anos e que afirma ser real. Neste ponto, o leitor conhece a narradora: uma governanta que recebe como primeira proposta de emprego a missão de cuidar de duas crianças órfãs que vivem em uma mansão no interior da Inglaterra.

Ao chegar, ela logo se apaixona pelas crianças - Flora e Miles -, que são muito doces e gentis, e fica surpresa ao receber uma carta informando que o menino fora expulso da escola por conta de seu comportamento com os colegas. Sem compreender como um menino tão gentil pode fazer algo para perturbar outras crianças, a governanta fica intrigada e essa sensação aumenta ao perceber que as aparições de dois criados mortos estão assombrando a propriedadeA outra volta do parafuso é uma leitura envolvente do começo ao fim - apesar da narrativa por vezes prolixa da narradora - e que levanta algumas dúvidas no final.



O cão dos Baskerville 
(Arthur Conan Doyle)

Publicada em partes em uma revista, entre os anos de 1901 e 1902, O cão dos Baskerville traz uma das mais divertidas, intrigantes e envolventes histórias do detetive Sherlock Holmes. O milionário Sir Charles Baskerville é encontrado morto em um pântano próximo à propriedade de sua família no interior da Inglaterra.  Acredita-se que a morte tenha sido causada por um cão que, de acordo com lendas locais, assombrava a região e matava os membros da família Baskerville. No entanto, tudo aponta para um ataque cardíaco como a causa oficial da morte de Sir Charles.

Com a morte do antigo proprietário, a mansão dos Baskerville passa a pertencer a Henry Baskerville, sobrinho de Sir Charles. Mas antes da posse, Sherlock Holmes precisa investigar as estranhas circunstâncias da morte de Sir Charles e descobrir se seu sobrinho corre o risco de encontrar o mesmo destino. Para isso, o detetive mais famoso do mundo irá contar com a ajuda de seu amigo, o Dr. Watson, e juntos eles irão descobrir os mistérios da lenda que assombra os Baskerville. Um clássico da literatura policial, intrigante do começo ao fim e com um final bastante surpreendente.

E aí, alguém já leu algum desses livros? Quais outros clássicos vocês recomendam a leitura durante dias frios? Contem nos comentários, a gente vai adorar saber.

17 comentários:

  1. lara schaivão de carvalho31 de maio de 2014 10:13

    Já li "o cão dos Baskerville" e adorei, e depois dessa indicação, quero ler "Jane Eyre" e "O morro dos ventos uivantes"! Belo blog! ;)

    ResponderExcluir
  2. Dos que você citou eu li os três primeiros e inclusive estão na lista dos meus preferidos! Também adoro ler no inverno com uma xícara de chá, é uma delícia :3

    ResponderExcluir
  3. Josimar Oliveira1 de junho de 2014 16:05

    não conheço nem um deses títulos!

    Mas o que me chamou a tenção foram as capas dos livros que você indicou!

    Tive a impressão de que sesto todas dentro de um mesmo padrão!

    Gostei!

    Beijos...........

    O
    Armário da Josimar

    ResponderExcluir
  4. Li 'A outra volta do parafuso', 'O cão dos Baskerville' e 'O morro dos ventos uivantes'. Exceto por este último, gostei das leituras. Os outros dois estão na minha lista. E essa coleção é linda demais, né?

    ResponderExcluir
  5. Ai não posso mais ouvir falar em frio que me vem Goethe na minha cabeça! <3

    http://capitulovinteseis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Já li O morro dos ventos uivantes e amei o livro. Sou louca para ler Jane Eyre espero realizar essa leitura em breve.
    Recomendo O grande Gatsby pois é um dos meus clássicos favoritos <3.
    Beijão :*

    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Michas!

    Nunca tinha pensado nisso, mas os clássicos realmente combinam com o inverno! Principalmente porque muitos se passam nessa estação ou em lugares em meio a névoa e tal.

    Desses que você citou, já li O Morro dos Ventos Uivantes (que eu detesto com todas as minhas forças) e Jane Eyre, que amo de paixão! Me interessei bastante por Os Sofrimentos do Jovem Werther, que nunca tinha ouvido falar (pois é, não foi citado nas minhas aulas de literatura), e já coloquei na minha lista de leitura!

    Adorei o post!

    Bjs

    Nas Quartas
    Usamos Rosa

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lara


    Fico feliz que tenha ficado com vontade de ler "Jane Eyre" e "O morro dos ventos uivantes". São clássicos muito bons :)


    Também adorei "O cão dos Baskerville" :)


    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi, Juliana
    Tudo bem?


    Ler no frio com uma xícara de chá é muito bom! Com cobertores e travesseiros é melhor ainda! E nada melhor que um bom livro para fazer companhia :)


    Preciso reler "Os sofrimentos do jovem Werther". Li há alguns anos e não me recordo muito bem de alguns detalhes...

    ResponderExcluir
  10. Oi, Josimar!
    Tudo bem?

    As capas são de uma mesma coleção, lançada pela Abril em 2010. A terceira e a última são de edições em inglês, mas trazem um padrão parecido com as das edições brasileiras.

    Ah, que legal que você ainda não leu nenhum desses livros. São ótimas histórias e acho que poderá gostar da experiência :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Michelle


    Não gostou de "O morro dos ventos uivantes"? É um livro estranho, né? Mas eu gosto tanto hehe
    Preciso reler "Os sofrimentos do jovem Werther" e "Jane Eyre" é muito bom :)
    Adoro essas edições com essas capas maravilhosas :)

    ResponderExcluir
  12. Verdade, né? Preciso fazer uma releitura de "Os sofrimentos do jovem Werther". Quem sabe agora que está esfriando bastante?

    ResponderExcluir
  13. Oi, Maiara


    O morro dos ventos uivantes é um dos meus livros preferidos. Apesar de muita gente não gostar, eu adoro hehe. Jane Eyre é muito bom também, tem uma atmosfera de mistério. É bem legal, espero que goste :)


    O grande Gatsby é um dos meus preferidos também. Mas, por alguma razão, acho que combina com verão, haha. Acho que é porque li no verão...


    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, Raquel


    O morro dos ventos uivantes <3 <3 <3


    É verdade, são livros rápidos de ler e, mesmo os que tem mais páginas, trazem histórias tão envolventes que é difícil largar, né? Fico feliz que tenha gostado das dicas :)


    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, Mariana!


    Sim, acho clássicos a cara do inverno. Até porque, normalmente, eles trazem histórias mais densas, né? Aí, combina com o clima e com o fato de que queremos ficar debaixo de cobertas hehe.


    Sério que detesta O morro dos ventos uivantes? Hahaha, não entendo porque as pessoas detestam esse livro; eu amo :'(


    Jane Eyre é muito booooom! Assisti a minissérie recentemente e, nossa, morri de amores! Recomendo muito!


    "Os sofrimentos do jovem Werther" é bem legal! Espero que você goste :)


    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Estou louca de vontade de reler Jane Eyre, tem toda a cara de inverno mesmo! E fiquei curiosa com o livro do Henry James também, ainda não li nada do autor.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Leticia Venerando31 de julho de 2014 08:11

    adoreiii,, anotados :)

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo