31.12.13

Resenha: Peter Pan

Peter Pan, escrito por James M. Barrie.
Editora: Zahar
Páginas: 253
ISBN: 9788537811535
Livro cedido pela editora em parceria com o blog.
"Todas as crianças crescem, menos uma."
Como pó de fada, há cem anos estas palavras transportam os leitores para um mundo mágico, povoado pela família Darling e pelos habitantes da Terra do Nunca - Peter Pan, os meninos perdidos, Sininho, crocodilos, sereias, o Capitão Gancho e seus piratas...
Um dos mais populares clássicos infantis, Peter Pan é uma história que, como Alice no País das Maravilhas, une gerações, contagiando também adultos com sua energia, imaginação e um enredo que permite diversos níveis de interpretação.

Sobre o que se trata?

Peter Pan conta as aventuras dos irmãos Wendy, João e Miguel na ilha da Terra do Nunca. Numa noite, ao voltarem de um jantar na casa de um vizinho, o sr. e a sra. Darling se deparam com o quarto das crianças vazio. A sra. Darling já sabia o que acontecera: Peter Pan voltara para buscar a sua sombra e acabou levando as crianças embora. De fato, Wendy acordou com o choro de Peter em seu quarto. Descobriu que ele estava triste por não conseguir ter de volta a sua sombra (ele tentara grudá-la em seus pés com sabonete). Depois de ajudá-lo costurando a sombra à seus pés, Wendy é convencida por Peter a viajar com ele até a Terra do Nunca, pois ele lhe prometera fadas, sereias e muitas aventuras. Só que, além de sua companhia, Peter estava interessado em suas histórias e em seu papel como mãe. Pois ele faz parte dos Meninos Perdidos, garotos pequenos sem mãe nem pai. E o sonho dos meninos era ter uma mãe que cuidasse deles, contasse histórias e os pusesse na cama antes de dormir.

Persuadida por Peter, Wendy acorda seus irmãos e, depois de aprenderem a voar com o pó de Sininho, a fada amiga de Peter Pan, os três partem para a Terra do Nunca. Depois de dias e de muitas aventuras em pleno voo, eles alcançam a ilha e, a partir daí, passam a conviver com os seres que lá habitam: Meninos Perdidos, animais selvagens (inclusive um crocodilo que engoliu um relógio e que por onde ele passa dá para se ouvir um "tique-taque"), índios peles-vermelhas e, é claro, os piratas. Numa trama repleta de intrigas e alianças, esses grupos vivem se metendo em aventuras e confusões, sempre existindo uma briga na qual os Meninos Perdidos se metem.

Minhas impressões

Este livro foi uma das maiores alegrias de meu ano literário. Ele me proporcionou muitas alegrias e muitos momentos agradáveis. Eu simplesmente voltei a ter cinco anos de idade, quando eu assistia repetidamente Peter Pan, o filme da Disney. Com uma história muito parecida com a do filme, o livro ainda me explicou alguns porquês do mundo fantasioso criado por Barrie: como, por exemplo, originam-se fadas (quando um bebê dá o seu primeiro riso, uma fada nasce). As aventuras me envolveram de tal maneira que li esse livro num dia só e com um sorriso o tempo todo no rosto.

Uma das surpresas que tive ao ler o livro é perceber que os personagens são muito bem construídos. Cada um tem a sua personalidade e o seu papel na história (mesmo que secundário). Peter Pan é um garoto bem peculiar, com sua dualidade explícita: ora bom, ora traiçoeiro. Talvez isso aproxime ainda mais o leitor do personagem, mesmo com todos os defeitos dessa criança. A vontade que tive era de sacudi-lo e tentar incutir algum juízo em sua cabeça. Ao mesmo tempo, sua lealdade aos Meninos Perdidos e à Wendy me cativava cada vez mais. Ainda, o mais bacana é perceber que Peter Pan personifica o ponto principal trabalhado no livro: a pureza da infância. Sendo avesso a qualquer assunto ou aspecto da vida de adulto, o personagem não quer nunca crescer. Lembrei bastante do personagem Holden Caulfield de O apanhador no campo de centeio, pois este também não queria virar adulto e perder as suas qualidades. Essa é uma temática muito trabalhada como tenho percebido.

Eu não poderia deixar de citar a Naná, a cachorra-babá das crianças, que faz o livro ficar ainda mais fofo: ela é super protetora e amorosa. Cada um dos Meninos Perdidos conquistou um lugarzinho em meu coração; não tem como não amá-los. Já os piratas, bem caracterizados, possuem uma aura hilária que permeia todas as passagens onde aparecem: tive a impressão de ser proposital, conferindo às partes mais "medonhas" (os piratas são acompanhados por uma névoa funesta) um toque de humor (principalmente quando o Capitão Gancho, símbolo extremo do que poderia representar o medo, morre de medo do crocodilo que vive em seu encalço). Além disso, Wendy é ingênua, prestativa e carinhosa. Não tem como não se apegar aos personagens.

Creio que o contraste entre infância e a maturidade tenha sido trabalhada também na vida paradoxal dos personagens: enquanto Peter não sabia o que era um beijo (numa confusa tentativa de lhe ensinar o que é, Wendy acaba concordando que um botão se chama beijo e um beijo se chama dedal), demonstrando sua ingenuidade, suas maiores aventuras são marcadas por matanças. Enquanto ele possui a delicadeza de uma criança, possui a frieza de um adulto, também. 

Peter Pan é um livro que indico para qualquer pessoa, de qualquer idade. Ele é, sim, escrito para crianças. E apesar de ser um livro fiel ao público-alvo (ao invés do que O senhor dos anéis proporciona, por exemplo, também escrito para crianças - já que é uma leitura difícil e possivelmente uma criança não a faria sozinha), é uma boa leitura para os adultos, pois só um poderá enxergar algumas características e críticas inseridos na história (como a crítica à sociedade da época, que aparece geralmente associada aos pais de Wendy).

Outra característica bacana que percebi, e desta vez associada à tradução, são as músicas presentes no livro que mantiveram, aos meus olhos, ritmo e rimas. Sei que é trabalhoso traduzir e ainda assim perder pouco da essência de um poema/música, por isso estou citando isso, pois ganhou pontos comigo.


Também fiz um vídeo-resenha do livro lá no canal do blog no Youtube, se quiser assistir:


E participe do sorteio que está rolando aqui no blog. Será sorteado um exemplar de Peter Pan + alguns marcadores variados. Clique aqui para saber como participar!

16 comentários:

  1. Oiee

    Amei essa resenha e o livro é lindo D+ é muito bom poder relembrar a infância quero muito reler o livro!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu amei poder voltar à infância. Minha memória é péssima, então chega a ser muito gratificante rs
      Beijos e obrigada pelo comentário ;)

      Excluir
  2. Oiii
    Que linda sua resenha! É incrível como esses livros nos emocionam!
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, fico feliz por isso!
      E, sim, a carga emocional foi grande, viu? Minha memória é muito ruim, então qualquer coisa que me leve de volta à infância merece um destaque ;)
      Beijos

      Excluir
  3. Peter Pan é um livro ótimo! Sou apaixonada pela história desde pequena, como eu queria a terra do nunca! rs.
    Sua edição é maravilhosa, parabéns!
    Um ótimo 2014 para ti!

    depoisdeumlivro.blogspot.com
    espero a sua visita (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também queria muito visitar a Terra do Nunca e passar por aventuras junto do Peter. Mas é perigoso demais rs
      Beijos e obrigada, um ótimo 2014 pra você também :)

      Excluir
  4. Que edição linda a sua! Uma história maravilhosa com uma capa linda assim só poderia resultar em uma experiência incrível! Amei a resenha.

    Beijos e Feliz 2014!
    aquelaborralheira.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, fico muito feliz *-* Já viu que está rolando sorteio do livro? :)
      Beijos, e um ótimo 2014 pra você também.

      Excluir
  5. Peter Pan é uma coisinha muito fofa ♥ E concordo: você se apega dum jeito aos personagens, que não tem volta.

    Eu comprei a edição comentada da Zahar ano passado, de capa verde, e achei espetacular. A Zahar manda muito bem nas edições deles, sempre vale a pena colecionar.

    Beijo :))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bonita mesmo a outra edição da Zahar, quase comprei ela ano passado! rs Mas amei essa também :) E a editora realmente capricha!
      Beijos

      Excluir
  6. Mell, não sei o que elogio primeiro, se a resenha, o vídeo ou as fotos! haha Você escreve muito bem, gostei muito do modo como apresentou o livro e a história. Quero muito ler!!!!!!!!!!!!!!! E a Zahar <3 com <3 essas <3 capinhas <3 duras!!!
    Você fala muito bem também, já tentei fazer vídeos, mas fico toda nervosa e esquisita, vou colocar como meta para 2014 mudar isso. E a abertura na máquina de escrever, ótima!
    Apaguei meu facebook pessoal, posso participar do sorteio com o perfil que fiz para o Ratas? Espero que sim!
    Parabéns pelo post!
    Beijos, Thaís

    www.ratasdebiblioteca.com

    ResponderExcluir
  7. Oi! Td bom ?
    Eu acho que só li alguma versão em desenhos de Peter Pan, porque sei a história, mas não com tantos detalhes. Espero ganhar essa edição e conhecer! Ainda mais pq vc deu 10!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. eu nunca li esse livro e lembro quase nada do filme que assisti,mas agora fiquei interessada.
    http://blogradioactive.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Ah, a história do Peter Pan é linda e acho que não tem como não se encantar!
    Adorei essa edição! Ficou muito bonita mesmo (:
    Eu tenho uma edição de outra editora, mas é bem mais simples, sabe?

    Beijos,
    Leitora Online

    ResponderExcluir
  10. Oi Mell! Adorei a resenha e o video resenha :)
    Concordo que Peter Pan é uma história infantil, mas que serve para todos, em qualquer idade.
    Adorei a edição de Alice e com certeza comprarei essa de Peter Pan tb.
    Super beijos

    http://thedandelioninspring.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. É incrível como todo mundo conheço um pouco dessa historia
    Mas poucos realmente pararam para ler a verdadeira historia
    E eu sou uma delas, amei a dica
    Já estou seguindo ;)

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo