23.11.13

Quote da semana #3 - Alice no país das maravilhas

Meme criado pela Tamara do True Luv. (Imagem: aqui)
Sabe-se que Alice no país das maravilhas é uma história nonsense, mas infantil. Com ele acontece o mesmo quando um adulto lê As crônicas de Nárnia: deve-se ler nas entrelinhas. A leitura é diferente para cada faixa etária, e devo dizer que, quando eu reler, tirarei outras lições dele (ou deles, já que pretendo reler Nárnia um dia também) e, óbvio, com isso consigo várias quotes.

- Mas eu não quero ficar entre gente maluca - Alice retrucou.
- Oh, você não tem saída - disse o Gato. - Nós somos todos malucos aqui. Eu sou louco. Você é louca.
- Como você sabe que eu sou louca? - perguntou Alice.
- Você deve ser - afirmou o Gato. - Ou então não teria vindo para cá.
(...)
- E como você sabe que você é maluco?
- Para começar, - disse o Gato - um cachorro não é louco. Você concorda?
- Eu suponho que sim - respondeu Alice.
- Então, bem, - o Gato continuou - você vê os cães rosnarem quando estão bravos e balançar o rabo quando estão contentes. Eu rosno quando estou feliz e balanço o rabo quando estou bravo. Portanto, eu sou louco.
- Eu chamaria isso de ronronar, não rosnar - disse Alice.

Da minha breve (e descuidada) primeira leitura de Alice no país das maravilhas, tenho o Gato de Cheshire como uma das melhores personagens do livro, se não a melhor. Ele, sempre irônico e astuto, promove vários diálogos sensacionais, como o da quote acima. 

Você se considera louco? E comum? Pois sendo todos loucos por ali, e Alice estava ali, ele a tem como alguém diferente, fora do comum. Mas temos mesmo que seguir sempre um mesmo consenso? Condutas pré-estabelecidas? Só porque o normal de um cachorro é rosnar quando bravo e sacudir o rabo quando alegre, não quer dizer que quem não o faz é incomum ou maluco. Até porque é uma perspectiva de muitos outros indivíduos: os cachorros. E não dos gatos, ou algo universal.

Não sei se consegui transmitir os pensamentos e interpretações que surgiram ao ler essa passagem, mas ela leva qualquer adulto a pensar (ou pelo menos perceber que há algo ali que deve ser aprofundado.)

10 comentários:

  1. Oi Mell,

    Bem primeira vez que apareço por aqui e sempre amo quotes, e Alice no País das Maravilhas, sempre me deixa pensando, ainda não li o livro mas enho muita vontade o quote me deixou um pouco pensativa, o que é normal para uns não é o normal para os outros !

    Bjs
    Mayla
    http://meulivromeutudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda! Muito obrigada por comentar e por dar a sua opinião. Adorável, no mínimo :)
      Leia o livro, é muito bom. Eu li muito depressa, preciso retomar e aproveitar melhor a leitura

      Beijos

      Excluir
  2. Adorei o quote. Eu já fiz isso de reler um livro mais velha. É muito bom. Acho que somos todos loucos hehehehehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu ainda não desenvolvi o hábito de reler livros, mas pretendo desenvolver, viu? Tem alguns livros que necessitam a releitura rs E sim, neste contexto também creio que sejamos todos loucos rs
      Beijos

      Excluir
  3. Olá,
    Nunca li o livro, só o filme.
    Adorei o quote porque me fez pensar bastante.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mell!

    Eu só li adaptações de Alice. E vi filmes. Eu amo a história! <3 Mas preciso ler o livro na íntegra. Comprei, faz alguns meses, uma edição de bolso e pretendo ler logo. Também adoro o gato pelo que conheço dele dos filmes. Não temos - nem devemos - agir como os outros esperam ou porque 'todo mundo faz assim'. Por mais que, muitas vezes, talvez sem perceber, façamos isso. Autenticidade é importante. Às vezes fica difícil fugir de certos padrões, mas é sempre importante parar e pensar se aquilo que estamos fazendo é o que gostaríamos de fazer, né?

    Beijos, boas leituras!
    {Lendo & Comentando}

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia o livro, Amanda! É muito cativante e curtinho, tenho certeza que as adaptações não chegam nem aos pés do texto integral :) Sim, a massificação é perigosa, às vezes nem percebemos o efeito e a existência, até, dela. Autenticidade, realmente, é tudo. É uma coisa muito preciosa nos dias de hoje.

      Beijão

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Mell!
    Tenho uma edição em capa dura muito bonita aqui, mas acredita que nunca li? Gosto da história que conheci a partir de alguns filmes, mas sou louca para ler o livro!

    Beijos,
    Bia Sampaio
    www.epilogosefinais.com

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo