12.6.13

Resenha: O resgate do tigre, (A saga do tigre #2)

O resgate do tigre, escrito por Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Páginas: 430
ISBN: 9788580410617

Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d'água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos. Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca – dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren –, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey. Em O Resgate do Tigre, a aguardada sequência de A Maldição do Tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página.


Se você não leu o primeiro livro da série, A maldição do tigre, clique aqui para ler a resenha. Atenção: esta resenha pode conter spoilers!

Esse segundo volume das aventuras de Kelsey, Ren e Kishan conta a continuação da busca pela quebra da maldição que transformou os príncipes em tigres.
Kelsey era apenas uma garota comum em busca de uma grana extra quando conseguiu um emprego num circo. Lá conheceu o tigre Ren e, um pouco depois, quando já estava perdida numa selva indiana ao lado de um tigre selvagem solto, descobriu que, na realidade, tratava-se de um príncipe indiano de 300 anos de idade que recebeu uma maldição de seu "quase sogro" cruel e assassino. A partir de então, ele permanecia sob a forma de tigre, podendo se transformar em humano por apenas 24 minutos a cada 24 horas. Ok, isso aconteceu no primeiro livro....

... Agora Kelsey precisa ajudá-los novamente, só que com a segunda parte da maldição - a primeira ela já completou. Longe da Índia, depois de ter deixado seu príncipe Ren para trás (e rompido o "namoro"), a garota tenta voltar à sua rotina normal de antes. Porém, o que aconteceu em sua vida não permite que ela retorne à sua rotina anterior. Ren e o seu fiel conselheiro/"pai", o sr Kadam, insistem em presenteá-la com casa, carro e até faculdade. Se é uma rotina comum de uma garota americana que ela quer, então ela terá.  E por alguns meses Kelsey tenta criar laços com amigos, conviver com a sua família adotiva de forma transparente, aprender com o seu curso de Relações Internacionais focado na Índia (aulas como Antropologia, Latim, História da Arte, História, Ciência política...) e conhecer outro cara - um cara normal, com qualidade mas também defeitos. Tudo isso, claro, para esquecer Ren. Mas, afinal, não fora ela quem abandonara o cara noutro país? Pois é...


E ela realmente se esforça. Mas Ren volta, assim como Kishan, com más notícias... O "quase sogro" citado acima, quem criou a maldição, está atrás de Kelsey e dos medalhões que ofertam um poder sensacional àquele que os possuir. Mas alguns estão espalhados, inclusive com os garotos, e Lokesh quer reuni-los para si. E é por esse motivo que o segundo volume da série tem duas histórias paralelas: as aventuras de Kelsey + Kishan para quebrar a segunda parte da maldição, e o resgate de Ren, que fora capturado por Lokesh antes mesmo da narrativa voltar para a Índia.

Há muito mais para ser dito sobre essa história, mas tentei ao máximo não extrapolar os limites impostos pelos tais spoilers... A aventura vivida por Kishan e Kelsey é incrível. Os cenários são bem descritos (sem descrições cansativas, aliás), as culturas bem expostas ao leitor (principalmente aos que, como eu, fazem parte da cultura Ocidental) e as criações não possuem limites. O ponto forte da autora é escrever aventuras criativas - tudo o que você menos espera, ou o que você nunca iria imaginar caso fosse o escritor do livro. Porém o (único) ponto negativo do livro ficou com a parte "romântica" do livro, digamos que as 100 primeiras páginas. Ali, Kelsey está contra seu verdadeiro sentimento e, com toda a sua teimosia, parte em busca de outro amor. O "mimimi" literário aqui é GRANDE, inclusive me lembrou da minha adolescência regada a Crepúsculo - lembranças pontiagudas!

Porém, Kelsey é uma personagem forte e madura (menos quando o assunto é aquele que lhe tira dos eixos - Ren -, vide as 100 primeiras páginas!). Quando a aventura realmente começa, a história se transforma e salva o livro... Dali pra frente é só emoção e uma leitura mais do que agradável. A leitura ficou fre-né-ti-ca ao longo da história, uma gradação exponencial: ter que parar de ler nos momento finais é agonizante! rs

E o final? O que dizer do que aconteceu nos momentos finais? Muito mais agonizante do que eu esperava. A expectativa pelo terceiro volume é grande! Posso dizer que é um dos finais mais devastadores que já li (aqui, no sentido de devastar a história - dar um outro rumo para ela).

Se você já leu o primeiro livro, leia o segundo o quanto antes. Se você nem chegou a ler o primeiro e está abusando da sorte lendo essa resenha, leia já A maldição do tigre! Vocês não sabem o que estão perdendo.

Uma leitura contraditória, mas envolvente, surpreendente e fantástica! Uma válvula de escape excelente para quem gosta de aventuras.

Obs: Não sei se farei resenha em vídeo para esse livro, pessoal. Eu já até gravei, mas o Movie Maker não está cooperando ultimamente...

4 comentários:

  1. Mell, só não vou ler sua resenha porque tenho vontade de ler a série, mas ainda não li o primeiro. Se o tivesse feito, adoraria me deliciar com suas críticas, sempre tão bem feitas. ^^
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler essa série!! Mas não aguento mais ficar esperando meses e meses (quando não são anos) pela sequência. Estou na fase que só leio série se ela estiver completa rsrsrs

    Beijos,
    Myris
    http://www.nacabeceiradacama.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Mell! Tudo bem??
    *-*
    Que saudade flor!! Adorei sua visita no Di Moça, estou hiper contente!! \o/

    Tive a oportunidade de ler o segundo livro também e minhas impressões são bem parecidas com as suas! As aventuras que os personagens enfrentam no segundo livro são super criativas, concordo contigo, o ponto forte são as aventuras! E eu me lembrei MUITO de Twilight quando o assunto era "romance". Esse ponto é negativo pra mim, não gostei e ficou muito parecido com Edward e Jacob, os opostos atraindo a mesma menina. Aff, e Kelsey ficou insuportável nesse livro. No primeiro até engoli mas nesse, ela tá chata demais!
    Mas quero ler a série toda, quem sabe me surpreenda no final de tudo!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mell!!
    Então, esses tigres nos deixam loucas, mas a Kelsey ganha. Ela vai se tornando uma personagem muito chata com esse mimimi de amor aí. Um dos pecados da autora. Porque ela é uma garota forte, corajosa, tem tantas qualidades, mas esse defeito acaba com o encanto dela.
    Eu adorei todos os livros, apesar disso. Amo Ren e Kishan, mais o Ren. hehehe
    Beijocas

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo