resenha 1

resenha 1
Ensaio sobre a cegueira Saramago

resenha 2

resenha 2
Uma duas Eliane Brum

resenha 3

resenha 3
ao farol virgínia woolf

resenha 4

resenha 4
mulheres de cinzas mia couto

resenha 5

resenha 5
Extraordinário Luandino Vieira

resenha 6

resenha 6
Luuanda Luandino Vieira
30.11.12

A volta ao mundo em 80 dias, por Júlio Verne.
Editora: Cofina Media (Printer Portuguesa)
Páginas: 255
Edição de Portugal.

Esse é o clássico que mais gostei de ler. É o livro que mais me deixou empolgada. O final mais óbvio, mas ao mesmo tempo imprevisível. Uma história em que a criatividade e o talento nos dão aulas de como se sair bem em diversas situações-impossíveis.

Phileas Fogg, um rico inglês, durante uma partida de crickett aposta que daria a volta ao mundo em 80 dias em pleno século XIX! Seus companheiros de jogo acharam impossível e aceitaram a aposta de vinte mil libras (20.000 libras!)
Junto com seu fiel empregado, Passepartout, viaja por lugares incríveis: Canal de Suez, Índia, China, Japão, Estados Unidos... Sempre à mercê de contratempos que insistiram em lhe fazer perder a aposta. Mas o excêntrico Phileas Fogg nunca perdeu a serenidade, nunca se abalou, por maiores que fossem os seus problemas: canibais, lobos, embarques perdidos, atrasos. Passepartout sempre se metendo em encrencas e dando um toque (podemos dizer que *apenas* metade do livro é assim haha) de humor.
Uma narrativa envolvente. Um clássico histórico. Uma escrita cativante. Uma aventura inesquecível.

Primeiro - e acho que único - vídeo-resenha que faço para o blog! Sério, desculpem por ter ficado tão longo, mas espero que gostem: fiquei MUITO empolgada com o término do livro. É uma história sensacional, realmente compensadora. Assistam até o final, comentem ;))


Julio Verne nasceu em Nantes em 8 de fevereiro de 1828. Fugiu de casa com 11 anos para ser grumete e depois marinheiro. Localizado e recuperado, retornou ao lar paterno. Em um furioso ataque de vergonha por sua breve e efêmera aventura, jurou solenemente (para a sorte de seus milhões de leitores) não voltar a viajar senão em sua imaginação e através de sua fantasia.

Promessa que manteve em mais de oitenta livros.

Sua adolescência transcorreu entre contínuos choques com o pai, para quem as veleidades exploratórias e literárias de Júlio pareciam totalmente ridículas. Finalmente conseguiu mudar-se para Paris onde entrou em contato com os mais prestigiados literatos da época. Em 1850 concluiu seus estudos jurídicos e, apesar insistência do pai para que voltasse a Nantes, resistiu, firme na decisão de tornar-se um profissional das letras.

Foi por esta época que Verne, influenciado pelas conquistas científicas e técnicas da época, decide criar uma literatura adaptada à idade científica, vertendo todos estes conhecimentos em relatos épicos, enaltecendo o gênio e a fortaleza do homem em sua luta por dominar e transformar a natureza.

Em 1856 conheceu Honorine de Vyane, com quem casou em 1857.

Por essa época, era um insatisfeito corretor na Bolsa, e resolveu seguir o conselho de um amigo, o editor P. J. Hetzel, que será seu editor in eternum, e converteu um relato descritivo da África no Cinco Semanas em Balão (1863). Obteve êxito imediato. Firmou um contrato de vinte anos com Hetzel, no qual, por 20.000 francos anuais, teria de escrever duas novelas de novo estilo por ano. O contrato foi renovado por Hetzel e, mais tarde, por seu filho. E assim, por mais de quarenta anos, as Voyages Extraordinaires apareceram em capítulos mensais na revista Magasin D'éducation et de Récréation.

Em A Volta ao Mundo em 80 Dias, encontramos, ao mesmo tempo, muito da breve experiência de Verne como marinheiro e como corretor de Bolsa.

Nada mais justo, também, que o novo estilo literário inaugurado por Júlio Verne, fosse utilizado por uma nova arte que surgia: o cinema. Da Terra à Lua (Georges Mélies, 1902), La Voyage a travers l'impossible (Georges Mélies, 1904), 20.000 lieus sous les mers (Georges Mélies, 1907), Michael Strogoff (J. Searle Dawley, 1910), La Conquête du pôle (Georges Mélies, 1912) foram alguns dos primeiros filmes baseados em suas obras. Foram inúmeros.

A Volta ao Mundo em 80 dias foi filmado em 1956, com enredo milionário, dirigido por Michael Anderson, música de Victor Young, direção de fotografia de Lionel Lindon. David Niven fez Phileas Fogg, Cantinflas, Passepartout, Shirley MacLaine, Aouda. Em 1989, foi aproveitado para uma série de TV, com a participação da BBC, dirigida por Roger Mills. No mesmo ano, outra série de TV, agora nos EE.UU., dirigida por Buzz Kulik, com Pierce Brosnan (Phileas Fogg), Eric Idle (Passepartout), Julia Nickson-Soul (Aouda), Peter Ustinov (Fix).

Apesar de tudo, a vida de Verne não foi fácil. Por um lado sua dedicação ao trabalho minou a tal ponto sua saúde que durante toda a vida sofreu ataques de paralisia. Como se fosse pouco, era diabético e acabou por perder vista e audição. Seu filho Michael lhe deu os mesmos problemas que dera ao pai e, desgraça das desgraças, um de seus sobrinhos lhe disparou um tiro à queima-roupa deixando-o coxo. Sua vida efetiva também não foi das mais tranquilas e todos os seus biógrafos admitem ter tido uma amante, um relacionamento que só terminou com a morte da misteriosa dama.

Verne também se interessou pela política, tendo sido eleito para o Conselho de Amiens em 1888 na chapa radical, reeleito em 1892, 1896 e 1900.

Morreu em 24 de Março de 1905.
continue lendo »
26.11.12

Nova "coluna" no blog, yes! haha De agora em diante, todos os vídeos que eu publicar no canal do blog e que não sejam da coluna Agora Que Eu Tenho, publicarei como Vlog, ok? Assim os assuntos se tornam diversos, tudo fica mais dinâmico e divertido (ou não haha).
A tag de hoje é 12 livros para 2013 que eu vi no blog da Bruna in Wonderland :) 

Meta para 2013: 12 livros pré-estabelecidos. 
- A hospedeira, Stephenie Meyer
- O grande Gatsby, F. Scott Fitzgerald
- O assassinato no expresso do oriente, Agatha Christie
- Persuasão, Jane Austen
- As brumas de Avalon, A senhora da magia, Marion Zimmer Bradley
- A menina que roubava livros, Markus Zusak
- O último olimpiano, Rick Riordan
- A guerra dos tronos, George R. R. Martin
- A cruz de Morrigan, Nora Roberts
- Tentada, House of Night #6,  P. C. Cast e Kristin Cast
- 100 anos de solidão, Gabriel Garcia Marquez
- Anna Karenina, Liév Tolstoi
continue lendo »
24.11.12

Sim, sumi! Mas que novidade, não é mesmo? rs Brincadeiras à parte, sumi pelo mesmo motivo de sempre, mas preciso tomar jeito e organizar melhor o meu tempo para encaixar o blog nele! Mil perdões.
Mas é o seguinte, 2013 é O ano para versões cinematográficas de livros. Sim, sim, sim... Aposto que muitos já viram vários trailers por aí, mas não custa reforçar e, claro, divulgar. Até porque são MUITOS, e quero compartilhar alguns que estou ansiosa para assistir.


O Grande Gatsby (The Great Gatsby), escrito por F. Scott Fitzgerald.
Estreia: 4 de janeiro de 2013.

Sinopse do livro: Obra-prima de Scott Fitzgerald, O Grande Gatsby é o romance americano definitivo sobre os anos prósperos e loucos que sucederam a Primeira Guerra Mundial. O texto de Fitzgerald é original e grandioso ao narrar a história de amor de Jay Gatsby e Daisy. Ela, uma bela jovem de Lousville e ele, um oficial da marinha no início de carreira. Apesar da grande paixão, Daisy se casa com o insensível, mas extremamente rico, Tom Buchanan. Com o fim da guerra, Gatsby se dedica cegamente a enriquecer para reconquistar Daisy. Já milionário, ele compra uma mansão vizinha à de sua amada em Long Island, promove grandes festas e aguarda, certo de que ela vai aparecer. A história é contada por um espectador que não participa propriamente do que acontece - Nick Carraway. Nick aluga uma casinha modesta ao lado da mansão do Gatsby, observa e expõe os fatos sem compreender bem aquele mundo de extravagância, riqueza e tragédia iminente. [Fonte]





Cidade dos ossos (City Of Bones), escrito por Cassandra Clare.
Estreia: 23 de agosto de 2013

Sinopse do livro: Um mundo oculto está prestes a ser revelado... Quando Clary decide ir a Nova York se divertir numa discoteca, nunca poderia imaginar que testemunharia um assassinato - muito menos um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por tatuagens enigmáticas e brandindo armas bizarras. Clary sabe que deve chamar a polícia, mas é difícil explicar um assassinato quando o corpo desaparece e os assassinos são invisíveis para todos, menos para ela. Tão surpresa quanto assustada, Clary aceita ouvir o que os jovens têm a dizer... Uma tribo de guerreiros secreta dedicada a libertar a terra de demônios, os Caçadores das Sombras têm uma missão em nosso mundo, e Clary pode já estar mais envolvida na história do que gostaria. [Fonte

continue lendo »