resenha 1

resenha 1
Ensaio sobre a cegueira Saramago

resenha 2

resenha 2
Uma duas Eliane Brum

resenha 3

resenha 3
ao farol virgínia woolf

resenha 4

resenha 4
mulheres de cinzas mia couto

resenha 5

resenha 5
Extraordinário Luandino Vieira

resenha 6

resenha 6
Luuanda Luandino Vieira
29.11.11

Como estou mega atrasada com as respostas desse meme, peguei as últimas quatro perguntas para responder. Para ficar mais dinâmico, breve e menos cansativo, separei cada pergunta por vídeo, ok? Assistam a todos e depois comentem sobre a opinião de vocês ;)
continue lendo »
26.11.11

Não Sou Este Tipo de Garota, escrito por Siobhan Vivian.
● Editora: Novo Conceito.
● Páginas: 248
● ISBN: 9788563219381
“Na minha visão de veterana, a orientação aos calouros é uma perda de tempo colossal.Se fosse por mim, as coisas seriam bem diferentes. Somente três coisas seriam transmitidas aos garotos para que vivessem uma experiência de sucesso no ensino médio: fazer a lição de casa, usar camisinha e passar desodorante nos sapatos de couro. Por outro lado, ao aconselhar as meninas, diria que confiar em garotos é igual a beber e dirigir. O fato de se tomar uma ou duas cervejas nunca parece perigoso no começo. Mas para mim, era óbvio: por que alguém iria correr o risco? (...) Era o tipo de informação que poderia salvar a vida de uma garota (...) Momentos constrangedores tinham uma vida útil surpreendente na escola (...)” A vida é feita de escolhas, e Natalie Sterling se orgulha de suas decisões. Mas será que agora conseguirá escolher o caminho certo? Ainda continuará sendo o mesmo tipo de garota até a formatura? “Siobhan Vivian desafia as suposições sobre o sexo na escola e envia uma mensagem positiva sobre aceitação, perdão e amor.” Este era seu último ano do colégio. Entrar na universidade, ser presidente do conselho estudantil e passar todos os dias com sua melhor amiga era tudo o que Natalie havia planejado. Ela sempre foi estudiosa, a melhor da classe. Não era o tipo de garota comum na Academia Ross, pois se reocupava muito com sua reputação. Talvez até demais. Então, para sua surpresa, no início das aulas, uma caloura a reconhece por tê-la tido como babá anos atrás. Desse reencontro surgirão muitos acontecimentosem que Natalie será obrigada a fazer difíceis escolhas para os dilemas de sua vida no ensino médio, como qualquer adolescente. Seu último ano será repleto de decisões, indecisões, julgamentos e paixões, tornando-se inesquecível. Seus planos sofrem uma reviravolta e sua vida fica de pernas para o ar, tudo o que ela não dese java inicialmente.

continue lendo »
24.11.11

Assim que vi a capa e li a sinopse de Sob a Luz do Seu Olhar, não me aguentei. Pena que só será lançado pela editora Underworld ano que vem!
Autora: Christine M.

Sinopse: Elisa é uma garota determinada com todo o futuro pela frente. Está partindo para a gélida e cinzenta Londres com todas as expectativas lotando sua bagagem. Nesse cenário, conhece Paul, um jovem de espírito livre e com uma promissora carreira de ator.
Tudo poderia ser apenas um romance casual. Entretanto, Paul e Elisa são dois seres nos quais os rótulos não se encaixam. Graças à entrega incondicional e dedicação, puderam vivenciar tudo o que amor pode ser. Ela encontrou em seus olhos azuis a força para ultrapassar todas as barreiras que sequer imaginaria ter de enfrentar. Ele descobriu que as várias nuances dos olhos dela o levariam a uma trajetória oposta àquela que sempre planejou.
Com eles, podemos viajar desde a tradicional e britânica York, às belas praias de Angra dos Reis, até as charmosas paisagens de Santa Mônica, na Califórnia, em uma trama intensa vivida e mostrada através dos olhos dos amantes.
Contudo, o amor entre os dois jovens vai além do pitoresco. Ultrapassa o cotidiano e invade as questões existenciais humanas, se transformando em um convite à reflexão sobre o autoconhecimento e a incapacidade de prever do que somos capazes.
Um romance repleto de reviravoltas, emoção e dinamismo, capaz de prender o leitor até o último capítulo. Muito mais do que uma história de amor furtiva ou pueril, “Sob a luz dos seus olhos” relata de maneira envolvente como esse sentimento pode mudar vidas e construir pontes que nem mesmo o tempo e o espaço podem destruir.
O que você faria por amor? Eles fizeram tudo!

Leia o segundo capítulo do livro.
Adicione no Skoob.

Footloose, de Rudy Josephs, é baseado no roteiro de Dean Pitchford e Craig Brewer para o remake de Footloose – Ritmo Louco, exibido em 1984.
O livro será lançado pela Galera Record e está dando o que falar pela blogosfera afora - imagine o que acontecerá quando for lançado!

Sinopse: Quando Ren, saído de Boston, se muda para uma pequena cidade no interior dos Estados Unidos, enfrenta um intenso choque cultural. Em Bomont, a diversão é proibida: nada de ficar fora de casa até tarde; festas, sem chance; o rock é banido e simplesmente esqueça sair para dançar. Agora ele está engajado em uma causa simples: fazer com que todos possam se divertir! Daqueles que não desistem com facilidade, Ren desafia a ordem local enquanto luta para chamar a atenção de Ariel, a bela e atraente filha do reverendo Shaw

Leia o primeiro capítulo.
Adicione no Skoob.
continue lendo »
14.11.11

O céu está em todo lugar, escrito por Jandy Nelson.
Eu deveria estar de luto, não me apaixonando. Às vezes é preciso perder tudo, para encontrar a si mesmo... Lennie Walker, obcecada por livros e música, tocava clarinete e vivia de forma segura e feliz, à sombra de sua brilhante irmã mais velha, Bailey. Mas quando Bailey morre de forma abrupta, Lennie é lançada ao centro de sua própria vida, e, apesar de não ter nenhum histórico com rapazes, ela se vê, subitamente, lutando para encontrar o equilíbrio entre dois: um deles a tira da tristeza, o outro a consola. O romance é uma celebração do amor, também um retrato da perda. A luta de Lennie, para encontrar sua própria melodia em meio ao ruído que a circunda, é sempre honesta, porém hilária e, sobretudo, inesquecível. Às 16h48 de uma sexta-feira de abril, minha irmã estava ensaiando para o papel de Julieta e, menos de um minuto depois, estava morta. Para minha surpresa, o tempo não parou com o coração dela. As pessoas continuaram indo à escola, ao trabalho, a restaurantes; continuaram quebrando bolachas salgadas em suas sopas, preocupando-se com as provas, cantando nos carros com as janelas abertas. Por vários dias, a chuva martelou o telhado da nossa casa — uma prova do terrível erro cometido por Deus. Toda as manhãs, quando me levantava, ouvia as incessantes batidas, olhava pela janela para a tristeza lá fora e me sentia aliviada, pois pelo menos o sol tivera a decência de ficar bem longe de nós.

Talvez esse seja o livro que mais gostei em 2011. Conta uma estória de romance, família, amor e amizade. Na realidade, o sentimento mais belo é o mais sofrível.

Lennie Walker é uma adolescente que vivia uma vida normal e confortável. Até o dia em que sua irmã morreu inesperadamente durante um ensaio de teatro, e seu cotidiano virou de cabeça para baixo; Sua irmã não era apenas uma irmã, uma pessoa qualquer a mais ali na família. Era sua melhor amiga, seu alicerce... Quando ela se foi, seu mundo ruiu, e seus sentimentos ficaram confusos - aliás, toda a sua vida ficou confusa, pois em qualquer âmbito dela, explodia um sentimento ruim. Ela já não possuia mais aquela rotina comum e segura: agora precisava se virar sozinha sem aquela que iluminava seu mundo.

É então que volta para a escola, e tudo parece continuar como antes: as pessoas estavam vivendo suas vidas como antes, as aulas corriam como antes... Porém, a única novidade era o novato, Joe Fontaine, que logo prendeu a atenção de Lennie, pois seu sorriso e a alegria que emanava dele a contagiaram logo de cara - não conseguia parar de pensar nele, principalmente depois que as conversas se tornaram frequentes.

Por outro lado, algo de muito errado começara a se desenvolver entre ela e o ex-namorado de Bailey (sua irmã). Enquanto Joe lhe ressuscitava alegria, Toby lhe faz lembrar de Bailey, principalmente ao consolá-la: ele parece ser a única pessoa que se sente do mesmo modo que ela. Mas apesar de saber que essa aproximação não é saudável, nem é o certo a se fazer (sobretudo quando ainda de luto), algo nele lhe toma toda a resistência, e sempre acontece o pior, e eles se aproximam ainda mais.

Com o tempo, também Joe aproxima-se mais ainda de Lennie e de sua família - sua avó mega fofa e seu tio onipresente, Big - e, claro, sendo o lindo que é, os dois engatam um romance. Entretanto, Toby aparece sempre para atrapalhar a relação, sem contar o "fantasma" de Bailey (não, não é uma estória sobrenatural, haha, apenas me referi às lembranças e ao luto de Lennie, que sempre a consomem.)

Mas, aos poucos, ela consegue arrumar todas as confusões, refletir sobre seus verdadeiros sentimentos e vai superando a morte da irmã. Acima de qualquer coisa, o livro trata sobre relações familiares e a sua importância na vida das pessoas

O narrador em primeira pessoa revela os sentimentos mais profundos de Lennie, e mesmo com todas as burrices da protagonista, o leitor não consegue deixar de ficar ao seu lado. A autora nos apresenta uma escrita delicada, simples e carregada de emoções, deixando o leitor cada vez mais intrigado com a estória, prendendo-o até a última página.

Como comentei no começo da resenha, é um dos melhores livros desse ano. Além da estória, a diagramação é linda-de-morrer (acho que só perde para a série Instrumentos Mortais, que amo de paixão), a segunda que mais gosto - simplesmente amei! A Novo Conceito acertou em cheio dessa vez! 
continue lendo »