resenha 1

resenha 1
Ensaio sobre a cegueira Saramago

resenha 2

resenha 2
Uma duas Eliane Brum

resenha 3

resenha 3
ao farol virgínia woolf

resenha 4

resenha 4
mulheres de cinzas mia couto

resenha 5

resenha 5
Extraordinário Luandino Vieira

resenha 6

resenha 6
Luuanda Luandino Vieira
4.6.11

Quer ganhar um kit contento um exemplar do livro Um Amor Para Recordar, uma caixinha de wish box com um bloquinho para anotar os desejos? É simples e super fácil!

continue lendo »

Um Amor Para Recordar, escrito por Nicholas Sparks.

Editora: Novo Conceito
Páginas: 184
ISBN: 9788563219268
“Cada mês de abril, quando o vento sopra do mar e se mistura com o perfume de violetas, Landon Carter recorda seu último ano na High Beaufort. Isso era 1958, e Landon já tinha namorado uma ou duas meninas. Ele sempre jurou que já tinha se apaixonado antes. Certamente a última pessoa na cidade que pensava em se apaixonar era Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja Batista da cidade. A menina quieta que carregava sempre uma Bíblia com seus materiais escolares. Jamie parecia contente em viver num mundo diferente dos outros adolescentes. Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.”

Landon Carter é filho de um político super respeitado dos Estados Unidos, e tudo em sua vida parece estar relacionado ao exemplo do pai, refletindo no modo como deve agir ou ser. Percebe que é um adolescente sem nada de especial, e com isso, vive por se subestimar. É sob essa pressão toda que decide por se candidatar a presidente do grêmio estudantil, para fazer jus ao sobrenome, que carregava sem maiores especialidades. 

Sempre viveu na mesma cidadezinha, Beaufort, com as mesmas pessoas e cotidiano. É quando decide fazer aulas de teatro, pensando em ser uma escapatória de outras matérias mais difíceis, sem grandes esforços, que sua vida muda bruscamente. Eleito como presidente estudantil, precisava de uma acompanhante ao baile do colégio. Introspectivo, ele deixa de convidar as garotas, deixando essa decisão para o final. E todos sabemos que quanto mais perto do dia, o número de meninas que ainda não aceitaram um convite - ou mesmo que ainda não receberam nenhum -, é menor. Assim, e com as aulas de teatro, Jamie Sullivan passa a estar mais presente em sua vida. 

Ela, a doce filha do reverendo da cidade, loira, de olhos claros, sempre de coque, roupas antiquadas e carregando sua bíblia. Talvez a personagem mais bondosa e humana a quem eu já tenha sido apresentada. Landon a conhece desde sempre, mas nunca a teve como colega, muito menos como amiga, mesmo que tenha estudado na mesma classe durante todos os anos escolares. Jamie é a típica garota inteligente e sem vida social, que prefere visitar orfanatos a jantar com os amigos na lanchonete local. Então, ela nem sequer fazia parte do círculo social de Landon, quando tudo muda e Sullivan desencadeia genuínos e amáveis sentimentos nele. A aproximação veio para lhe ensinar uma das coisas mais belas que existem na vida: o amor.

Sem sombra de dúvidas, é um dos livros que mais amei do Nicholas Sparks. O segundo, para falar a verdade, e só não é o primeiro, pois eis aqui o único, mas relevante, ponto negativo do livro: Sparks poderia ter escrito uma estória mais longa, elaborada e desenvolvida. A estória é narrada rapidamente, com poucos detalhes. A escrita é fluente, marca característica do autor. E apesar de ser breve, o romance é belo, genuíno e de fazer suspirar até os mais insensíveis. O belo e suspirante romance de Sparks...

Talvez o fato de ter assistido ao filme antes de ler o livro tenha feito eu desejar por mais detalhes da estória, pois não há como não amar o filme. E pela primeira vez na vida, fico em dúvida quanto à que é melhor. Não há outra resposta melhor do que "ambos", pois assim não estaria sendo injusta.

O filme é bem diferente do livro, se formos considerar o essencial: personalidade das personagens e contexto. Na versão cinematográfica, Landon é um badboy, Jamie é bem mais nerd e há aquela famosa lista de desejos dela, responsável por inúmeras listas que já fiz haha Apesar de provocar choros e soluços, o livro é bem mais sutil quanto à isso, ao passo que no filme, choramos da metade a diante...

Enfim, Nicholas Sparks não me decepcionou, como sempre. O livro é muito bom, envolvente e cheio de mensagens de vida - lições, se preferir. A capa é fofa, apesar de preferir à do original - americano -, como todos. Mas direitos autorais é uma complicação que só, e podemos entender isso sem decepções e polêmicas, certo?
Mil vezes amável.


Quotes

Em outras palavras, era o tipo de garota que fazia com que todos os outros sentissem vergonha de si mesmos. E, sempre que olhava para mim, eu não conseguia evitar a sensação de culpa, mesmo que não tivesse feito nada errado.
Você é linda - eu disse, finalmente, e acho que todos, desde as senhoras com cabelo azulado na frente até os meus amigos no fundo do auditório perceberam que eu estava sendo totalmente sincero.
Se eu tinha aprendido algo com Jamie naqueles meses, era que as ações - e não os pensamentos ou intenções - eram a maneira correta de julgar os outros (...)
O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não se maltrata, não procura seus interesses, não sente ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
continue lendo »