10.5.11

Resenha: O Outro Livro

O Outro Livro, de Philip Womack.
(observação: a minha avaliação para o exemplar - diagramação, revisão, estória e escrita - está no final de cada resenha, numa nota de 0 a 10, num post-it amarelo)
  • Editora: Farol
  • Páginas: 278
  • ISBN: 9788536804538
Skoob - Perfil do livro no site da Editora - Submarino (R$18,90, capa antiga)
Segredos foram perdidos, objetos foram escondidos, maldições foram lançadas e sementes foram plantadas.

Entre as fronteiras de dois mundos, coisas que nunca deveriam estar lá se sentaram na escuridão para esperar.

Há mais de trezentos anos um livro está enterrado nas profundezas do Solas Oldstone. Ali ele jaz envolto numa sombria maldição, até que, um dia, a terra se abre e o livro é revelado novamente.
Enquanto começa a passar as páginas de um antigo livro, Edward Pollock, um garoto de doze anos, se vê puxado para um lugar que é tão pavoroso quanto fascinante.

Um lugar onde as forças das trevas põem em risco toda a beleza. Edward logo percebe que poderes malignos estão em ação. A fronteira entre os vivos e os mortos está se apagando e o mundo do além nos ameaça com grande pavor e destruição...


O Outro Livro conta a estória de Edward Pollock, um jovem morador de um internato, que ama literatura e vive no mundo da fantasia. Certo dia, ele encontra um curioso livro que muda para sempre a sua monótona vida: ele se vê atraído de tal forma pelo exemplar, que não sabe explicar o que acontece até perceber que o livro age sobre ele a partir do momento em que o lê. Poderoso, tentador e totalmente perigoso, O Outro Livro é capaz de despertar um mal que assola a todos que não estiverem preparados para enfrentá-lo, tornando a pessoa malévola, ambiciosa e cheia de pecados.

- Onde estamos? - perguntou Edward.
- Num mundo criado para você pelo livro... o Outro Livro. Quando o abriu pela primeira vez, você se entregou ao poder escuro do livro e permitiu que alguém lhe controlasse. Desta vez, você mostrou que pode controlar o livro.

Mas Edward aparentemente é o escolhido para combater esse mal e levar seguridade para o ambiente em que o livro associa-se. Nesse ínterim, o garoto precisa lutar contra o mal que já se impregna ao redor do livro, fazendo com que pessoas dissimuladas lhe queiram morto por possuir a guarda do livro. É um ambiente totalmente pesado que nos é mostrado, onde Edward luta até sua última parcela de energia.

De todas as palavras possíveis para descrevê-lo, este é um livro que eu definiria por misterioso. Iniciei a leitura sabendo quase nada sobre a estória que tinha em mãos, e talvez seja por esse motivo que eu fiquei tão absorta com sua estória, sempre querendo ler mais para saber o que viria a seguir.

De fato, a estória prende a atenção do leitor. Outro fator para isso é a narrativa que, apesar de ter um vocabulário um pouco mais rebuscado, é fluente e agradável. Um dos motivos que a torna tão prazerosa é a presença de uma constante sinestesia no texto. Sinestesia é uma figura de palavra que mescla ao texto sensações percebidas por diferentes órgãos de nossos sentidos, como o tato e o olfato. O autor estimula nossa imaginação.

Os personagens são incríveis - desde a ajudante de cozinha, Mandy, até a vilã da estória. O ambiente é muito bem descrito, além das cenas de ação e das atitudes da personagem principal. Entretanto, não pude deixar de sentir a falta de dois fatores: um romance, pelo menos suave (já que há uma oportunidade para isso), e uma estória mais desenvolvida e encantadora. Tudo é malévolo no livro, e senti que falta alguma coisa que torne a estória em si, gratificante. É uma boa trama, mas ainda assim, fraca; falta, talvez, um final mais bem desenvolvido e uma explicação mais convencedora. 

A diagramação é ótima - capa muito bela, interior bem revisado e um material prático.

Quotes

Então é com isso que a morte se parece, pensou ele. Nada de luzes brancas, nada de sentimento de paz, só o vazio.
[...] livros que ensinam tudo o que o homem sabe, e tudo o que o homem quer. Livros, Edward, têm poder. E uma vez que você tenha aprendido a controlar esse poder... as possibilidades são infinitas.

9 comentários:

  1. Não conhecia o livro e nem o autor.
    Adorei a resenha mas fiquei triste de saber das coisas que você sentiu falta, sei que eu sentiria a mesma coisa.
    Gostei dos quotes!

    Bjs.
    The Lost Girl
    Leituras&Fofuras

    ResponderExcluir
  2. Que bacana, acho que é a primeira resenha mais positiva do livro. Eu estou com ele aqui mas ainda não tive tempo pra lê-lo. Então vi algumas resenhas dizendo que o livro é mais forte que deveria para entrar na categoria juvenil. Enfim, fiquei mais animada lendo sua resenha flor!

    E aliás, está ótima! Parabéns!
    xoxo

    ResponderExcluir
  3. Ah, adorei a sua resenha ;*
    Já tinha visto varias blogueiras mostrando que receberam esse livro, porém confesso que a capa em si não despertou minha atenção para ir procurar saber mais sobre o livro, inclusive essa é a primeira resenha que leio sobre ele. E já vi que não é meu tipo de leitura preferida, pelo menus nesse momento não, quem sabe mais para frente xD

    Beijos&beijos
    Book is life

    ResponderExcluir
  4. Ultimamente ando meio sem saco para esse tipo de literatura, mas preciso dizer que esse em especial me interessou. A capa é meio blergh, a sinopse não é tão interessante assim, mas o que você disse me fez repensar. Acho que até as coisas que você não gostou, Mell, meio que me interessarem: sem romance (é que o menino tem doze anos... Eu nunca espero ler um romance de alguém com essa idade) e um ambiente mais frio e pesado.
    Não ouvia a palavra sinestesia há um tempão, saudades enormes das aulas de literatura! :~

    ResponderExcluir
  5. Oi Mel!
    Não conhecia o livro, mas me interessei bastante! E tá barato, R$18,90...
    (Obs: tem sorteio novo no meu blog, de um kit da Editora iD! :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro,me parece ser bom!
    Ótima resenha!
    Bjos

    Bruna Fernandes
    @fazdiconta

    ResponderExcluir
  7. O livro me interessou, mas por enquanto fui barrada de gastar qlqr centavo com livro :/
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  8. Nunca tinha ouvido falar no livro, Mell, e me interessei por ele por causa da sua resenha. Como sempre, você de parabéns ao escrever detalhadamente sobre o livro lido. Adorei mesmo.
    Beijão

    ResponderExcluir
  9. Eu li uma outra resenha desse livro e não era positiva, e eu gosto, quando vou com a cara do livro de ler resenhas positivas! Gosto de fantasia, achei esse livro uma graça, com certeza já está na minha lista!

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo