21.2.11

Resenha: Diário de Uma Paixão [Livro x Filme]

Diário de Uma Paixão, de Nicholas Sparks.
  • Editora: Novo Conceito
  • ISBN: 9788563219206
  • Páginas: 242

"Não sou nada especial; disso estou certo. Sou um homem comum, com pensamentos comuns, e vivi uma vida comum. Não há monumentos dedicados a mim e o meu nome em breve será esquecido, mas amei outra pessoa com toda a minha alma e coração e, para mim, isso sempre bastou." - Noah Calhoun 
Assim tem início uma das mais emocionantes e intensas histórias de amor que você lerá na vida... O livro é o retrato de uma relação rara e bela, que resistiu ao teste do tempo e das circunstâncias. Com um encanto que raramente é encontrado na literatura atual, O Diário de uma Paixão de Nicholas Sparks, o consagra como um contador de histórias clássicas, com uma perspectiva excepcional sobre a mais importante e única emoção que nos mantém. Com mais de 12 milhões de cópias vendidas, o livro que emocionou as pessoas ao redor do mundo, foi traduzido para mais de 20 línguas.

Diário de Uma Paixão é mais uma excelente estória escrita por Nicholas Sparks. Sem dúvidas, ele é o meu autor preferido de romance. Somente ele consegue despertar em mim emoções que só pensei que teria quando fosse mais velha. Mais uma vez, Sparks conseguiu me ensinar lições de amor tocantes e me transmitir  uma gama genuinamente bela de delicados sentimentos. Se eu tivesse a coragem de descrever em poucas palavras a escrita de Sparks, seria dizendo que ele é como um grande professor, e que sua matéria é a do cotidiano e ele nos mostra como devemos nos comportar diante dos sentimentos alheios e até os nossos próprios.

O livro nos conta a estória de Noah e Allie, cujo destino tratou de uni-los mais uma vez depois de 14 anos separados. Conheceram-se numa férias de verão, e rapidamente se apaixonaram perdidamente um pelo outro. Mas havia um empecilho que dificultou tudo para os jovens: a classe social de Noah. Noah, um jovem de 17 anos, educado e honesto, mas de classe social pobre. E Allie, a linda e bem educada filha de ricas figuras da alta sociedade da época. E é com a partida de Allison que o contato se perde. Mas quem disse que os dois conseguiriam esquecer o que viveram naquele verão?

Durante um ano, Noah envia cartas para sua paixão, mas nunca obteve resposta. Até que, num certo momento, optou por tentar esquecê-la. Ele vai para a guerra, e Allie acaba criando laços na sociedade onde vive.  E é depois de alguns anos que ele se surpreende quando vê Allison estacionando em sua garagem. O que aquele reencontro significaria para os dois? Será que eles voltariam a reviver aquela paixão eloquente? Ou a vida complicou tudo para eles? Mas não é aí que a estória termina, muito menos onde a emoção acaba. E certamente há muitos outros belos ensinamentos para nos passar. 

Ultrapassada algumas barreiras, diante do óbvio Allie tem que decidir entre o amor de sua vida, que só tem a paixão e memórias encantadoras para lhe dar, e Lon, um rico advogado com quem está noiva e quem seus pais aprovam mais do que tudo. Ela narra toda a sua escolha de um modo terno, e não conseguimos julgá-la sem entender alguns de seus motivos, nem a mais crítica pessoa quanto à traição (eu, oi haha.) Talvez esse seja o momento do livro em que mais me surpreendi, mas quanto ao resto dá para ter o seu palpite, e Nicholas Sparks é o único que não faz disso algo péssimo para um livro.

Noah é o narrador mais presente durante o livro, ora narrando quando adulto, ora narrando quando idoso. E é tudo muito emocionante o que ele tem para nos dizer em relação ao seu relacionamento com Allie. Os momentos que mais me fizeram verter lágrimas foi quando ele narrou quando velho (só posso dizer isso, pois estou evitando spoilers.) O fato de eu pouco ter lido livros com um narrador em primeira pessoa sendo idoso, é muito esclarecedor: para alguém que ama ensinamentos (acho que todo mundo já percebeu o quanto eu amo livros que nos passam mensagens para uma vida inteira haha), esse é um excelente gênero.

A diagramação é a habitual dos livros do Sparks já publicados pela editora Novo Conceito. Eu adoro o material por eles usados, e diferentemente de muitas pessoas que amam a versão cinematográfica da estória, eu não prefiro a capa do filme. Achei essa capa do livro muito boa também, os modelos são bem delicados e transmitem uma emoção genuína, além de ser muito bonita a casa. Outro ponto positivo é a revisão, pois não achei erro ortográfico algum.
(Minha nota para o livro está no post-it roxo ali em cima, no lado direito.)

Quotes

O amigo disse simplesmente: "O meu pai me contava que a primeira vez que a pessoa se apaixona muda a vida dela para sempre, e por mais que você tente, o sentimento nunca desaparece. Essa garota de quem você me falou foi o seu primeiro amor. E não importa o que você faça, ela vai ficar com você para sempre".


Mas também sentia que para ela não bastava. Queria outra coisa, algo diferente, algo mais. Paixão e romance, talvez, ou quem sabe conversas tranquilas em salas iluminadas à luz de velas, ou, talvez, algo simples como não ficar em segundo plano.


Os jovens irrequietos e impacientes, têm sempre de quebrar o silêncio. É um desperdício, porque o silêncio é puro. O silêncio é sagrado. Ele aproxima as pessoas, porque só quem se sente confortável ao lado de outra pessoa pode ficar sentado sem falar. Esse é o grande paradoxo.


Eu aprendi o que para uma criança é óbvio. Que a vida é simplesmente uma coleção de pequenas vidas, cada uma vivida um dia de cada vez. Aprendi que devemos viver cada dia encontrando beleza nas flores e na poesia e conversando com os bichos. Que não há nada melhor do que um dia com sonhos, pores do sol e brisas refrescantes.

Como qualquer filme baseado nas obras de Nicholas Sparks, não posso sequer comparar a beleza que se faz destacar nos originais (os livros.) Acho que a maioria dos leitores assíduos irá concordar comigo. Querido John foi uma decepção, assim como A Última Música, e Noites de Tormenta nem consegui terminar de assistir.

Mas Diários de Uma Paixão é diferente. Eu amei esse filme, o achei tocante tanto quanto o livro. Mas de uma forma diferente, como já disse. Com cenários lindos e uma trilha sonora calma e envolvente, o filme te remete ao passado dos jovens e como se conheceram. Também nos mostra vários outros aspectos do relacionamento entre Noah e Allie, como o verão juntos, várias brigas, momentos de romantismo, e até mesmo outros personagens são incluídos no longa.


Os personagens não poderiam ser melhores. Allie é interpretada pela linda Rachel McAdams, e é a personagem da qual mais gostei da atriz escolhida. McAdams possui uma delicadeza e simpatia que nos faz mesmo lembrar da Allie do livro. Já Ryan Gosling me conquistou com seu jeito carinhoso e envolvente. Não tem como não se apaixonar. E juntos, os atores fazem uma dupla sensacional, ótima para representar o casal de jovens apaixonados. A química e a física aqui foram incríveis! A grande diferença nos personagens é a espontaneidade de ambos. Achei que o casal Noah e Allie são mais extrovertidos e bom, bem mais divertidos e malucos que no livro. Mas nada supera James Marsden, que interpreta Lon, o noivo de Allie. As minhas expectativas foram sobrepujadas quando o personagem dele apareceu pela primeira vez no filme.



Falando o que muitas pessoas sempre destacam ao comparar as obras, o final é modificado. É um doce, para falar a verdade. Não gosto, mas também não deixo de gostar. É uma adaptação necessária, assim como muitos filmes baseados em livros tiveram um fim diferente. Foi uma forma simples e suave de se concluir a estória de Noah e Allie, mas vocês terão que assistir ao filme para descobrir HAHA
Nota para o filme: 7

20 comentários:

  1. Acredita que já tenho o livro e ainda não li e que nunca assisti o filme? Tô doidinha pra ler - por isso até li por alto sua resenha, haha - e também pra assistir (todo mundo fala bem demais e, apesar de eu não ser uma grande fã de Sparks, já sabe, né?)

    ResponderExcluir
  2. Como eu Babi, eu tenho o livro e nunca li HAHA Mas AMO o filme, é um dos mus preferidos. Já era pra ter lido o livro há muito tempo, mas depois que me disseram que o filme era bem melhor, a vontade de ler diminuiu e eu acabei passando vários livros na frente dele :/
    Mas ainda estou curiosa para saber o que mudou tanto e por que, ao contrário do que geralmente acontece, o filme é melhor.

    Beijos xx

    ResponderExcluir
  3. não li esse livro ainda mais vejo muitos elogios dele.

    Tudo Novo de Novo ! blogueiroleitor agora com Club do livro online (Blogger's Club) ...Participe.


    Abraço Layo Silva

    blogueiroleitor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Essa é uma das poucas vezes em q eu prefiro mto mais o filme do q do livro. Aliás eu não gosto mto dos livros dele, já li The Notebook e Querido John e não gostei.

    ResponderExcluir
  5. Oi Mellory!
    Estou com o livro aqui, mas quase não sobra tempo de começar a ler! Mas Nicholas Sparks já me conquistou com Querido John e A última Música!
    Terei que ler mais depressa depois desta qualificação sua! rsrs


    Boas leituras.
    Thaís

    ResponderExcluir
  6. olá
    adorei seu blog e estou seguindo
    me segue de volta?
    www.amorimortall.blogspot.com
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li o livro.
    Mas já comprei e assisti o filme.

    É simplesmente perfeito ! Gostei muito.

    Agora quero muito ler o livro ... depois dessa resenha.. ainda mais !

    Nem sei o que esperar do livro depois de um filme tão bom.

    Sucesso no blog Mell !

    ResponderExcluir
  8. na hora que eu vi o link no twitter já sai correndo pra ler! The Notebook é meu filme preferido da vida, faz muito tempo que assisto sem cansar e fiquei sabendo recentemente que tem o livro.
    tinha meio que receio de ler já conhecendo a historia, mas pelo jeito que voce contou e pelo final ser diferente não vou resistir muito tempo, hahaha

    adoro seu blog, mel, é ótimo!e boa sorte com ele :)

    ResponderExcluir
  9. Adoro Nicholas Sparks. Quero ler o livro logo para poder conferir como ficou o filme.
    Bela resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Ai Mel, suas resenhas são sempre tão fofinhas e tocantes. Vou te contar viiiu. Quem dera escrever assim. Você passa sentimento!!!

    Enfim... não gosto desse filme. Nem nunca tive curiosidade de ler o livro. Melação demais pra mim.
    Mas adoooro a Rachel. E você me deixou curiosa quanto ao final. Uma amiga minha já tinha me dito que era diferente, pra eu ler o livro. Mas aaai, não sei haha.
    Ainda preciso ler Querido John que eu to tomando coragem, porque dizem que é horrores de triste também.
    Ai esse Nicholas Sparks que não facilita nossa vida HAHA.

    Beeijos.

    ResponderExcluir
  11. Nota 10?? Uau, preciso ler! *-*
    Acredita que eu nunca li nada do Nicholas Sparks? (e acho que nunca vi nenhum filme baseado em um livro dele, apesar de terem uns.. 3.457 já lançados, ou quase isso)
    Comprei a pouco tempo 'O Milagre', mas não li ainda (está 'na lista', rs).
    Pelo que eu vejo, acho que eu vou gostar.. e eu acho que nunca li uma resenha negativa de um livro dele! o.O"
    Amei a resenha! Eu sempre gosto das tuas resenhas, tu escreve muito bem! Se atém bem aos detalhes que mais importam e passa sentimento, adoro!

    Beijos, guria!! ;***

    Abbs;
    http://entrelinhas.org

    ResponderExcluir
  12. Li ontem, esqueci de comentar, to com o livro aqui em casa para ler, mas tava sem coragem agora to com vontade de passar ele na frente de todos, não gostava muito de romance até começar a ler nicholas Sparks e agora ele também se tornou meu autor favorito no assunto, tipo o cara tem um dom! os livros que eu li dele até agora, não foram muitos, mas eu não tenho nada o que falar, ele te prende de uma forma e quando você vai ver já está no meio do livro, e você se emociona tanto, que até mesmo quando você está escrevendo ou falando da historia dele você relembra e se emociona novamente, só gosto de ver o filme depois que ler o livro, então o filme vai ter que aguardar um pouco, fora isso, adorei a resenha, sempre ótimas mel (L)

    # Blog Cookies

    ResponderExcluir
  13. Eu adorooo o filme e estou louca para ler o livro, que já está na minha fila de leitura aqui. Tomara que eu possa ler logooo *___*

    beeijo
    Jéssica

    ResponderExcluir
  14. Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas o filme é um dos mais belos que já vi.
    Sei que também vou amar o livro..
    Quero ler logo para comparar.. =)
    Adorei o quotes que você selecionou.

    beeeeijoos =*
    Nayanne

    ResponderExcluir
  15. Acredita que não li o livro e nem vi o filme ainda... eu também nunca li nada do Nicholas Sparks!!!
    Preciso abrir a mão e comprar algum livro dele e matar minha curiosidade sobre os livros dele, todo mundo fala tão bem dos livros...

    Bjus
    Gisele
    http://dicasdelivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li esse livro acredita? O filme é lindo, eu adoro!
    Adorei o post, a resenha esta linda!!
    beijocas
    Livros e blablablá

    ResponderExcluir
  17. Eu tenho o livro e já li galera.. vale a pena ler.
    O livro é simplesmente bem comovente mesmo eu não vendo o filme, e como eu gosto de ler acho que prefiro o livro.. e para quem esta com uma paixão no coração dai mesmo você se coloca na quela história.. vale muito a pena bjks

    ResponderExcluir
  18. Li o livro, achei ele é muito lindo, porém não indico para menores de 12 anos. Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem? Li o livro 6 vezes 😍 o livro é muito bom, muito mesmo. Meu romance preferido! Mas não gostei do filme, na verdade, não consegui terminar o filme de tão chato que era

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo