27.2.11

Resenha: Binno OXZ e o Clã de Prata

Binno OXZ e o Clã de Prata, de Fábio Henckel.
  • Editora: Novo Século
  • ISBN: 9788576791577
  • Página: 334
O caos ecológico complicou a vida de todo mundo. Calotas polares derreteram e a humanidade se viu embaixo d'água. A humanidade se uniu. Cidades submersas foram construídas. Todos se uniram em uma Aliança e assim se restabeleceu a paz, o cinema com pipoca e os esportes radicais.
Binno OXZ é um garoto que vive em um internato para clones (!!!) e segue sua rotina cansativa cumprindo tarefas sem-sentido. Na esperança de viver algo especial, usa suas habilidades incomuns com computadores e cria um software de inteligência artificial (I.A.) para burlar o sistema de um jogo. Acontece que este software foge do controle de Binno e passa a colaborar com os planos de um rebelde que se auto-proclama Imperador.
Acusado de ser comparsa do grande traidor, Binno recebe uma chance para demonstrar suas boas intenções para com a Aliança. O juiz determina que Binno deverá se classificar para a Universidade Maior através da prova mais disputada do universo: a Prova Maior.
E é durante a preparação para esta prova que o garoto conhece sujeitos como Orion Sirineu, soturno guarda-costas com a altura de três homens; Spike Spy, o último dos piratas; a genial Anay e suas invenções mirabolantes; Gabriah Obé, o mais ágil nos games virtuais; Kira Bellah, temperamental patinadora do palácio e dezenas de personagens malucos que desafiam o senso comum.
Mas Binno sabe que a Prova Maior é apenas um dos desafios que terá pela frente. Enquanto a Aliança luta para neutralizar as ofensivas do exército rebelde, Binno terá que enfrentar seu I.A. e provar à criatura que ela não mais forte que o criador.


Já na sinopse da contra-capa do livro, me deparei com a seguinte frase: "...Ficou curioso? Temos uma má notícia: essa curiosidade vai continuar até a última página". Quando li pela primeira vez, pensei que não passava de uma hipérbole. Mas eu estava redondamente enganada; as surpresas contidas na estória deste livro são tantas, que posso afirmar, sem hesitar, que é o livro que mais me surpreendeu. A estória é muito bem criada, simplesmente espetacular!

O livro conta a estória de Binno OXZ, um garoto aparentemente órfão que vive num colégio interno, por assim dizer, muito rígido e controlador. O colégio é comandado por um IA, um maldoso programa da computador. Junto com a inspetora Valquíria e seus comparsas aplicadores dos "corretivos" para aqueles que desobedecem as regras, formam o grupo de quem Binno mais odeia - até aquele momento. 

Quando Binno e seu arqui-inimigo Gabriel, um garoto arrogante e colega de internato, são colocados de castigo, aparecem representantes do governador para buscá-lo. Ele nada entende. Aliás, ficaria um bom tempo sem entender o que estava acontecendo. Como disse, as surpresas duram até o final do livro, e não é só para nós, leitores, mas também para Binno. O garoto nunca havia saido do internato antes, até quando se vê perseguido por um grupo muito estranho de motoqueiros que querem matá-lo. Aí, entra em cena um sujeito muito grande para resgatá-lo. Forte e amedrontador, esse grandalhão que se diz chamar Orion, despista os motoqueiros e leva Binno até um reino em que ele nunca havia sonhado em estar: no Grande Oceano, diretamente para a Cidade Original. E é no Palácio da Aliança Maior que Orion o leva, o mais importante submarino do reino, onde se encontram as pessoas de maiores poderes: os graduados, os mestres e, por fim, mas não menos importante, os doutores, detentores dos maiores poderes do Grande Oceano.

Lá, ele é preso e logo levado ao tubo de desoxigenação, lugar onde fica enquanto é julgado pelo circulo dos poderosos (graduados, mestres e doutores). Só que há um detalhe importantíssimo: nesse tubo lhe é tirado todo o oxigênio, então Binno vai morrendo enquanto não lhe é declarado inocente. Mas qual é a acusação? É nesse momento em que o garoto tem noção do quanto é odiado pela população daquele reino: a maioria do circulo pensa que ele é um vilão, pois criou o IA mais maldoso de todos os tempos. Realmente, ele o criou, mas não o fez para causar mal a ninguém, apenas o criou num jogo de RPG para se distrair do inferno a que era submetido lá no internato. Infelizmente, lhe foi passado em sonho todo o código do IA Xenon, e ele caiu na armadilha. Binno é um dos maiores gênios da informática que já existiu, e esse seu dom já era conhecido por todos do Grande Reino. Mas seria necessário provar que não é um clone, criaturas sem personalidade, que vivem, ora onde, no internato. Todos pensam que ele é um clone defeituoso. Todos, menos Orion, que na realidade é um graduado, e ítalo Bellah, um dos maiores doutores do circulo.

Depois de uma quase-morte no tubo, Binno terá que provar de que não é um clone defeituoso, e é nessa situação que começa seu curso no Pré-maior, o qual o prepara para uma prova que dirá se ele é ou não é um clone, pois somente seres originais conseguem passar. Durante toda a sua estadia no Palácio, Binno conhece pessoas muito importantes para ele, como Kira, a filha de Ítalo Bellah que é muito durona, Gabriah, o estagiário da cozinha muito pretensioso, Madame Anay, uma inventora cheia de personalidade e genialidade e um príncipe de um povo muito pequenino, os mimm, que é, ao mesmo tempo, esnobe e muito digno.

Acredito que a personalidade dos personagens da estória é o maior ponto positivo. Fábio Henckel soube criar seres extremamente originais. Cada um possui uma característica adorável e contrastante, o que torna todos incríveis, até mesmo os vilões. Não tem como não se apaixonar pelos personagens criados por Fábio Henckel. Além disso, o autor nomeou alguns personagens de um modo muito significativo, sendo possível notar citações de pessoas muito importantes, como acontece com os instrutores chamados Oswald de Assis e Thereza Sigmund (entenderam a essência? haha). Outro ponto adorável é que Henckel descreveu uma culinária de dar água na boca; são tantas loucuras gastronômicas, que  apesar de parecerem estranhos para nós, ainda assim nos deixa com vontade de experimentar, como o leite-de-baleias, flocos de mariscos, escamas-de-chocolate, e muitos outros pratos que são deliciosamente descritos.

Ambientalizada num universo tecnologicamente super desenvolvido, a estória é narrada em um ano muito à frente, onde é mais fácil viver debaixo d'água do que na superfície da terra, onde as águas superficiais do oceano são super ácidas e a temperatura ultrapassa os 45 graus célsius. É uma mistura de ficção científica, muita ação e um pequenino toque de romance (bem pequeno mesmo). Aliás, acho que o único desapontamento que tive com o livro foi imaginar Binno com uma pessoa e, no fim, acontecer de ele se envolver com outra (e não pense que ele se envolve se um jeito espetacular). Fiquei confusa, pois em muitos momentos a leitura nos remete à um possível sentimento entre Binno e a pessoa com quem pensei que ele fosse ficar, por isso surgiu a ideia em minha cabeça.

Ao mesmo tempo em que Binno OXZ tem que provar a sua originalidade, também tem que deter sua maior criação, o IA Xenon, e seu exército de IAs rebelados. Aconselho a se preparar para muita emoção, ação e surpresas!

A capa do livro é demais e super significativa. Só a entendi depois de ter lido o livro, e aí você também terá que ler para entender essa capa que todos gostam de comentar (e de colocar os dedos nos furos haha).

Parabéns ao Fábio Henckel por criar uma estória tão envolvente e inusitada! Binno OXZ e o Clã de Prata nos prende até sua última palavra, e é repleto de criatividade. Sem dúvidas, um dos melhores livros nacionais que já li.

Quotes


A lógica diz, a perfeição é impossível. Um ser perfeito é uma contradição lógica. Afinal, alguém sem defeitos é confiante. O excesso de confiança tras a arrogância, a auto-suficiência e a pretensão. Alguém pretensioso se torna relapso e descuidado.



Para você, a prova não era um desejo, era uma obrigação. - O juiz ajeitou sua gravata amarela e cochichou: - Entenda Binno, você pode tudo o que quiser. Mas tem que querer de verdade.


(Minha nota para o livro está no post-it roxo ali em cima, no lado direito.)

9 comentários:

  1. Ain, pronto tá feito! Você me deixou SUPER curiosa para ler o livro! Nunca tinha visto uma resenha sobre ele, e o jeito que você falou me deixou com aquele pensamento que eu tenho frequentemente "PRECISO DESSE LIVRO AGORA!" :D
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  2. Olhando apenas para capa eu não teria tanta vontade de ler esse livro :S Mas sua resenha me deixou no minimo curiosa para conhecer essa estória.

    beeijos
    Jéssica

    ResponderExcluir
  3. OMG que muuuito legal esse negócio do tubo de desoxigenação!!!

    Enfim, quanta coisa nessa história, adorei. Super super bem bolada.
    E esses nomes super diferentes? Originais demais. AMEI.
    E amei também esse negócio do "envolvimento" dele. Adoro quando a gente pensa que é uma pessoa e no fim é outra. Da mais vontade ainda de ler e descobrir quem é essa pessoa, ahah.

    Fiquei bem curiosa agora *-*

    ResponderExcluir
  4. Nunca tinha dado nada por esse livro, só pelo fato de colocar os dedinhos na capa AHAHHAHA Mas eu adoro essas aventuras e tal, e parece ser um livro SUPER divertido. Ainda bem que os personagens são bem desenvolvidos, tem uns que as vezes sinto que são como meus melhores amigos, rs. E nossa, achei que era super pequeno o livro, mas é grandinho até! Enfim, acabei de perceber Mel, que não somos parceiras! Pode isso? Bora colocar os banners então? rs. Beijão

    Luiza,
    Express Coffee

    ResponderExcluir
  5. Oi, passei aqui pra te avisar que meu blog mudou de endereço, agora é: http://dicasdelivrosefilmes.com.br
    Passa lá!

    Bjus
    Gisele

    ResponderExcluir
  6. Ahhh seu eu já estava super doida para ler, agora fiquei maluca de vez hehehe
    Adorei a resenha, e quero mesmo entender o significado da capa ^^
    beijocas
    Livros e blablablá

    ResponderExcluir
  7. Como disse a Jeh do Bookaholic World, pela capa eu ainda não tenho curiosidade em ler este livro!

    Eu achei muito show sua resenha mas pelo visto é numa "era" muito tecnológica né? Acho que o livro mais avançado que li foi da série Feios e amei. Porém, não sei por quê mas Bino OXZ eo Clã de Prata não chamou minha atenção!
    :x

    Ele é mais juvenil né? Pelo menos parece! Rs..

    Que bom que gostou do livro flor! ;)

    Beijos!
    xoxo

    ResponderExcluir
  8. tenho taaaaaanta vontade de ler esse livro! Ficção científica juvenil! How cool is that? Só leio coisas positivas a respeito!

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo