23.12.10

Resenha: Caçada, #5 HoN

Caçada, quinto volume da série House Of Night
(Cuidado, por ser um volume de uma série literária, pode conter spoilers!)
  • Autora: P.C. Cast e Kristin Cast
  • Editora: Novo Século
  • ISBN: 9788576793113
  • Páginas: 400



Neferet, após conquistar um novo e poderoso aliado, Kalona, vira as costas para a Deusa Nyx. Juntos, arquitetam terríveis planos. O passado vem à tona, influenciando escolhas fundamentais. A Morada da Noite é ocupada por criaturas demoníacas, que sob o comando de Kalona, um ser incrivelmente belo, mantém o domínio sobre quase todos os alunos e professores. O único lugar relativamente seguro para Zoey e seus amigos é um local escondido, subterrâneo, onde uma nova raça de vampiros habita. Parece não haver fim para os problemas que continuam a surgir. 

O mal se abate sobre o centro de Tulsa, gerando não só o caos terreno, mas também um grande e doloroso massacre. Será Zoey forte e sábia o suficiente para enfrentar tudo o que está por vir?

 Zoey Redbird enfim descobriu o que Neferet estava arquitetando para levar seu plano adiante. O que ela não esperava é que consistia em trazer de volta à Terra um maldoso e cruel anjo caído, que por sinal é tão poderoso que exerce uma atração quase que hipnótica sobre todos que conseguem apenas ver a sua beleza exterior. Até Zoey se perde em seus encantos em alguns momentos, o que é bem irritante. Mas estamos falando de Zoey, Hello, aquela que todos hesitam em rotular de, perdoem-me pelos termos, vadia, galinha etc.


 De fato, o que mais me irrita nessa personagem principal é a sua burrice quanto às escolhas do amor. Ela não se contenta apenas com um, ela quer ter todos. E não consegue seguir as regras da fidelidade. Particularmente, considero isso uma falha de caráter. E talvez seja por essa opinião que desenvolvi um tipo de sentimento duplo pela série; eu nunca sei dizer se gosto ou não dela - ora digo que adoro, ora digo que odeio. Sim, eu já passei a odiar a série, em inúmeros momentos. Mas inúmeros foram os momentos em que deixei de odiar e passei a dar mais uma chance, pois algo de bom acontecia. Creio que o motivo esteja em se tratar de uma história escrita por duas pessoas, mesmo que essas sejam parentes.


 Como já disse na resenha do volume anterior, as escritoras ainda me surpreendem pelo avanço do livro, pois cada volume narra a história que se passou em apenas alguns poucos dias. Se não me engano em Caçada, a história se passou em menos de cinco dias! Enfim, isso pode ser considerado como enrolação, já que muitos dos personagens - e principalmente Zoey, a chatinha - insistem em bater na mesma tecla: repetem tudo o que JÁ sabemos.


 Neste livro descobrimos um novo túnel, onde Zoey e seus amigos têm que se esconder após fugirem da Morada da Noite - o ambiente está muito diferente desde a última vez em que ela esteve por lá (lutando contra os Novatos Vermelhos, e tentando não ser comida por um deles), tudo isso graças à Aphrodite, que a cada livro me surpreende mais (Jesuis, tem como não gostar dessa bitch agora?! Impossível). 


 E nossos heróis nem têm tempo para se adaptarem ao novo clima quando acontece uma reviravolta em seus indefinidos planos - acontece algo (haha acha mesmo que vou contar uma das melhores coisas do livro?) que obriga Zoey e seus amigos que completam o circulo a voltarem para a Morada da Noite, que agora já está completamente mudada - e para pior! Lá, eles descobrem que o poder de Neferet e Kalona, o anjo caído do mal, é tão intenso, que todos só faltam beijá-lo nos pés. O milagre aqui acontece, pois não são todos os hipnotizados, alguns gatos pingados conseguem se salvar e escolhem pelo lado do bem -


 E ah!, é AÍ que mudei completamente de TEAM em relação aos amores de Zoey (Desculpe, Erik, neste livro você está um bundão e perdeu feio para os concorrentes! Terá que lutar bastante pelo merecimento de Zoey nos próximos hihi Nunca pensei que fosse dizer isso...).
 Muitos segredos ainda pairam no ar, e Zoey simplesmente não sabe do que se tratam, apenas faz especulações que te deixa ainda mais nervoso e ansioso pelo próximo volume da série.


(Procurando a minha nota para o livro? Ela está ali, oh, à direita, marcada num post-it roxo;)

7 comentários:

  1. Já li, né, Mell? Não é o melhor livro da série. Na verdade, acho esse o pior deles. Tentada é bem melhor, a leitura é bem mais rápida e clara. To com Queimada na estante, esperando pra ser lido. Quero logo terminar a série, sério mesmo. Como já disse, gosto muiito!

    ResponderExcluir
  2. Desisti dessa série... Comecei a ler Tentada mas a Zoey me irritou de mais e não aguentei! Eu acho a história tão boa porém tão mal escrita e com uma personagem principal insuportável. E aquele negócio daquelas "gemeas" tbm é irritante.
    Mas de qualquer jeito eu amei a história de Caçada, fora a Zoey, é claro.

    ResponderExcluir
  3. não guento mais essa série por um simples motivo: Zoey Galinha, opa, Passarinha.

    ResponderExcluir
  4. =/
    Queria comentar algo decente aqui mas como não li nenhum livro da série, apesar de tê-los aqui em casa (menos Queimada), estou com preguiça de ler séries.. aff!
    E pelos comentários, tenho medo de me decepcionar...
    OMG!

    Beijos Mell!
    xoxo

    ResponderExcluir
  5. Estava esperando a hora que você chegaria a parte em que Erik vira um chatonildo! hehehe
    Estou um pouco desanimada com a série, a Zoey é muito chatinha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Um dia começo a ler a série House Of Night.
    Parece ser muito bom, ótima resenha.
    O Fabio também não me mandou os exemplares do Bino OX, eu acabei comprando mesmo Ç_Ç

    Parabéns pelo Blog

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo