23.10.10

Os Últimos Anos de Michael Jackson Revelados, de Ian Halperin

Autor: Ian Halperin
Editora: Porto de Idéias
ISBN: 9788560434596
Páginas: 285
No fim de dezembro de 2008, Ian Halperin disse ao mundo que Michael Jackson tinha apenas seis meses de vida. Sua investigação sobre o estado de saúde declinante de Jackson tornou-se manchete ao redor do globo. Seis meses e um dia depois, o Rei do Pop estava morto. Conheça os detalhes dos últimos anos de vida da maior estrela pop do mundo vistos por quem o conheceu de perto.
Desde sempre, apesar de não compartilhar com muitas pessoas, tive um interesse em saber mais sobre a vida das celebridades. Em especial, as polêmicas, que geram notícias arrebatadoras. Comecei por JK Rolling, claro, minha diva eterna. Gênio. Adorei a biografia, devorei em muito pouco tempo. 

Assim que vi no catálogo da editora Porto de Idéias essa biografia dos últimos anos do Rei do Pop, não deu outra: era a oportunidade de saber mais sobre uma celebridade que vinha me despertando a curiosidade nos últimos meses - e de uma forma que amo, que é através da leitura.

 Tenho que confessar; Apesar do título deixar bem claro que os fatos discutidos são os dos últimos anos de vida do cantor, fiquei na expectativa de saber mais sobre a sua origem. Mas o fato mais importante do pouco que Ian comenta sobre a infância do astro é:

"O mundo pode ter esquecido que Jackson era um negro, mas ele nunca se esqueceu como tinha sido crescer na Indiana, uma cidadela da Klu Klux Klan. O racismo ainda era desenfreado durante sua infância."
 Mas apesar de me interessar muito pela infância dele, tenho que admitir, imagino uma leitura somente sobre esse período de sua vida, bem maçante. Assim, Revelados nos dispõe assuntos que logo nos vêm à cabeça quando o assunto é Michael Jackson: Ian trabalha bastante sobre as diversas acusações de abusos sexuais (pedofilia infantil), ao vício por drogas, sua sexualidade e as circunstâncias que envolveram seus últimos meses de vida (saúde). O livro é repleto de especulações, revelações e fatos intrigantes sobre esses assuntos, e o que deveria servir como base para minha decisão sobre a essência do astro, na realidade acabou por me confundir; tantos fatos, entrevistas, revelações são entregues ao leitor durante a leitura, que não consegui me decidir, principalmente na questão de pedofilia, se o astro é ou não é culpado. Será que ele é mais um desses psicopatas, só que escondido sob a máscara dos diversos artifícios ganhos com a fama? Ou será que é uma vítima desses mesmo artifícios, onde uma celebridade é atacada por muitas pessoas oportunistas?

 Fiquei realmente dividida. No final da leitura, optei por não tomar partido, e apenas debater com quem quiser, a fim de obter uma conversa mais substancial. É muito difícil você ter uma opinião formada sobre uma situação que você não presenciou, e nem ao menos conhece as pessoas envolvidas. Se pensarmos por esse lado, os tabloides sensacionalistas fazem parte desse grupo de oportunistas.

 Outros fatos relacionados ao astro que me interessou muito (e que até marquei com post-its pinks haha), foi saber sobre sua relação com a Cientologia, religião muito polêmica que agregou vários artistas de Hollywood (inclusive Tom Cruise e John Travolta), e suas diversas caridades, constantemente direcionadas à instituições ligadas a crianças.

 O autor cita muitas personalidades envolvidas com Michael Jackson, e ainda faz um breve comentário sobre seu outro livro, que relaciona-se com Kurt Cobain. Em Revelados, cita Mark Ronson (irmão da ex-namorada da Lindsay Lohan), Elizabeth TaylorMacaulay Culkin, Lisa Marie (filha de Elvis Presley), entre outras celebridades.

 Ian Halperin é, além de músico, um ótimo jornalista investigativo. Muito pragmático, parece ir diretamente ao lugar que precisa. Sua escrita é fluente, apesar de bem menos que os meus habituais romances, principalmente por apresentar palavras técnicas e mais rebuscadas. Uma característica muito bacana do autor é a maneira como ele encerra os capítulos: com um gostinho de quero mais, fazendo-me querer ler e saber muito mais a respeito do assunto. É muito instigante!

 Já a diagramação é boa, com uma fonte bem adaptada ao tipo de escrita e bem organizada. A capa é ótima, anunciante, mas particularmente, a foto de Michael Jackson que escolheram é apagada demais; Uma outra foto do autor, que apresente mais a fisionomia, cairia muito melhor à obra. Um ponto positivo para a Porto de Idéias é a ótima revisão, só deixando passar dois ou três erros mínimos.

 Enfim, a leitura foi agradável, apesar de a escola ter consumido muito do meu tempo, e a leitura ter atrasado por demais. A diagramação e a história do livro me proporcionou uma agradável leitura de escape àquelas que estou acostumada, e quem me conhece e segue o blog sabe que gosto de mudar meus hábitos de leitura às vezes (se tratando dos diversos gêneros literários disponíveis).

3 comentários:

  1. Vou te contar uma coisa, nunca liguei pra Michael. É indiferente...
    Mas acho melhor para passar para um lado mais critico que pessoal hahahaha.
    Adorei a sua colocação sobre o livro. Descreveu de maneira objetiva ao leitor, colocando apenas o necessario para saber se vale ou nao apena ser lido.
    Pensei que o livro seria maior, mas sao apenas 285 paginas. E asssim como vc, conheço a escrita da Editora Porto de Ideias e tenho certeza que foi passado para Português de maneira simples e fácil de lê.
    Parabens pela evoluçao do blog e quando tiver um tempinho, passa la nos blogs.

    Beijinhos,

    Lilia Reis
    Leituras & Fofuras
    Batalha Literária

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente?
    Sou apaixonada por MJ, mas não sinto a mínima vontade de ler esse livro. Fico com a impressão de ser só mais um cara tentando ganhar dinheiro em cima dele - como foi durante seu meio século de vida.

    Isso me irrita ¬¬

    Mas, enfim, entendo que cada um tem o direito de escrever o que quiser. Ou não. hahahahaha

    Sou chata, eu sei.

    Beijocas!
    Juh Oliveto
    Livros & Bolinhos ~

    ResponderExcluir
  3. Hehehehe!
    Nunca li biografias. Ou melhor, precisei ler uma pra faculdade, mas confesso que não gosto. Mas concordo contigo em uma coisa: adoro saber das histórias por trás das notícias, das fofocas!

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo