9.10.10

Entrevistando Um Autor #4 - Paula Pimenta



Paula Pimenta é formada em Publicidade. Apesar de formada, atualmente não exerce a profissão e se dedica à vida de escritora. Ela é autora de Confissão, Fazendo Meu Filme 1 e Fazendo Meu Filme 2. O terceiro volume da série Fazendo Meu Filme está para ser lançado este mês, o que me deixa totalmente ansiosa! Adoro a série e o talento da Paula. Além dele, ela gosta muito de filmes, Meg Cabot, Mark Ruffalo, Anne Hathaway, pop internacional, MPB, cantar e tocar violão. Uma fofa, não?





1- Quando e por que surgiu sua paixão pela escrita? Essa sua habilidade foi influenciada por alguém ou alguma obra em si?
 Desde criança eu gosto de escrever. Na época do vestibular, escolhi Jornalismo (embora tenha mudado pra Publicidade no meio do curso) para profissionalizar esse amor pela escrita, mas aos poucos eu percebi que o que eu queria mesmo era escrever “com emoção” e não imparcialmente. Lancei um livro de poesias e fui convidada para ser cronista do site “Crônica do Dia”, onde eu escrevia quinzenalmente. Quando os primeiros livros de chick-lit começaram a aparecer (na época de Bridget Jones), eu senti uma grande vontade de escrever um livro daquele jeito. Comecei alguns, mas foi com “Fazendo meu filme” que realmente eu me empolguei. Na mesma época, eu estava indo para Londres para fazer um curso de Creative Writing (Escrita Criativa) e as aulas foram fundamentais para que a minha história desenvolvesse. Quando terminei o primeiro livro, senti que eu realmente havia encontrado o meu estilo e o que eu gosto de escrever.

2- A Fani está passando por uma época super especial de nossas vidas: a adolescência. Conte-nos como foi a sua própria. 
Minha adolescência foi a melhor época da minha vida. Eu tinha muitas amigas, paquerava muito, vivia cheia de paixões, ia a muitas festas... morro de saudades! Talvez por isso eu goste tanto de escrever livros adolescentes... É como se, escrevendo, eu revivesse um pouquinho daquela fase.

3- Quais seus maiores vícios (literários, cinematográficos, musicais) e hobbies? 
Eu adoro a Meg Cabot. Sem dúvidas ela é minha escritora preferida e sou completamente viciada nos livros dela. Leio em inglês mesmo, não consigo esperar a tradução ser lançada.

Qualquer filme de romance me atrai. Falou que é comédia romântica, pode saber que ganhou o meu ingresso! Meu ator preferido é o Mark Ruffalo e a atriz é a Anne Hathaway.

Eu adoro descobrir novas bandas, quando escuto uma música nova que gosto, vou logo atrás de todas as músicas do artista, para saber se tem mais alguma legal. Gosto muito de anos 80, pop internacional e MPB.

Meus hobbies viraram minhas profissões... Eu adorava cantar e tocar violão, e hoje faço isso profissionalmente. Com a escrita foi a mesma coisa, eu escrevia por prazer e agora eu trabalho com isso! É muito bom poder trabalhar e me divertir ao mesmo tempo!
  
4- Entre o processo de escrita de livros, o que mais você faz em sua vida? 
Sou formada em Publicidade, mas já tem um tempo que não exerço essa profissão. Dou aulas de música há vários anos e consigo conciliar bem essa profissão com a carreira de escritora. Além disso, viajo bastante (tanto por lazer quanto para divulgar os livros), namoro, vou ao cinema, saio com minhas amigas, brinco com meus cachorros e meu gatinho...

5- Qual foi a sua inspiração para escrever a série Fazendo Meu Filme? E para escrever os personagens principais dos livros? 
No começo me inspirei em minha própria vida. Assim como a Fani, eu fiz intercâmbio, e foi uma época muito marcante pra mim. Também me inspirei um pouco na vida de algumas amigas. Misturei tudo e virou a vida da Fani! Nenhum dos personagens foi inspirado em alguém por completo, porém todos têm características de pessoas que eu conheço. Aos 16 anos eu tinha uma amiga, por exemplo, que era louca por um menino que não estava nem aí pra ela, mas mesmo assim ela não o esquecia, e daí eu tirei a inspiração para a Natália. Outra amiga sempre percebia o que estava acontecendo antes, vivia dizendo como todo mundo deveria agir, e a Gabi é um pouco inspirada nela. A mania do Leo de gravar músicas eu tirei do meu próprio melhor amigo de adolescência. E por aí vai. Nenhum deles é uma pessoa especifica, mas todos possuem fragmentos de alguém.

6- Qual foi a sensação quando publicou o seu primeiro livro? 
Acho que a emoção maior foi mesmo com “Fazendo meu filme 1”. O livro “Confissão” – que foi de fato o meu primeiro publicado – teve um processo bem tranquilo, a editora era de uma pessoa conhecida, e não enfrentei maiores dificuldades, apesar de o dia do lançamento ter sido muito emocionante. Mas o processo de publicação de “Fazendo meu filme 1” foi muito demorado! Primeiro eu passei por toda aquela busca por editoras, depois tive que esperar mais dois anos porque a Autêntica (a minha editora) já tinha um cronograma de lançamentos a ser cumprido… Quando finalmente chegou o momento eu estava eufórica! Foi um dos dias mais felizes da minha vida.

7- Na série Fazendo Meu Filme, Fani é apaixonada por cinema e Leo pela música, e são muitas as citações ao longo da história. De onde elas surgem (amigos, seu próprio gosto, familiares...)? 
Amo todas as músicas e filmes citados nos livros. Escolho a partir do meu gosto, mas de acordo com a história. Tanto as músicas quanto os filmes têm relação com o que acontece na narrativa a cada momento.

8- No segundo volume de sua série, a protagonista passa um ano longe do Brasil, estudando na Inglaterra. Eu sou louquinha pela Inglaterra, e tenho planos futuros para estudar, morar e trabalhar no país. Sei que é difícil escrever uma história ambientada em um lugar desconhecido, ainda mais quando esse existe. De onde tirou todas as informações necessárias para ambientar as aventuras de Fani na Inglaterra?
 Eu morei na Inglaterra por um ano, então eu conheço muito bem cada um dos lugares que citei no livro. Morei em Londres, mas visitei Brighton com freqüência, então foi fácil, eu tinha cada lugar guardadinho na memória. Além disso, fiz intercâmbio na adolescência (embora tenha sido nos Estados Unidos), então foi só mesclar a experiência ao lugar.

9- Adoro fazer essa pergunta, pois acho que todo personagem criado é um reflexo do escritor (claro, com seus diversos sentidos). Então, com qual personagem você se identifica mais? 
Com a Fani. Assim como ela, eu sou tímida, romântica e louca por cinema. Mas a Fani é bem mais parecida com o que eu sou agora, do que com a adolescente que eu era aos 16 anos (a idade da Fani no primeiro livro). Ao contrário dela, eu não parava em casa, vivia indo a festas e tinha milhões de amigos. Atualmente eu sou bem mais caseira.

10- O lançamento do terceiro livro da série Fazendo Meu Filme está para ler lançado nesse mês. Estou MUITO ansiosa para saber das próximas aventuras da Fani, e tenho certeza de que muitos outros fãs estão também. Como foi o processo de escrita desse terceiro volume e o que podemos esperar dessas aventuras? 
Demorei cinco meses pra escrever “Fazendo meu filme 3”. Apesar de ter levado oito meses para escrever “Fazendo meu filme 1”, o livro 3 foi o mais difícil, tive que me dedicar bem mais a ele, é um livro muito mais denso, fiquei inclusive com raiva ao escrever certas partes, alguns personagens seguiram por caminhos que eu não concordo, mas que eu sei que vão ser importantes para a história como um todo. O livro tem quase 100 páginas a mais do que os outros, tive um grande desgaste emocional ao escrevê-lo, quando terminei eu estava exausta. Me emocionei muito durante a escrita.

Nesse livro, a Fani vai ter que amadurecer ainda mais. Agora, ela vai ter que pensar se o melhor pra ela é realmente fazer faculdade de Cinema, vai ter que readaptar à antiga vida e, como consequência disso, passar por alguns conflitos familiares, já que - por estar acostumada a tomar decisões sozinha – não vai gostar muito da idéia de ter que voltar a obedecer aos pais. Pela primeira vez na vida ela vai passar pela experiência de um namoro sério e vai ter que viver situações inteiramente novas por causa disso.

11- Agora que terminou de escrever o terceiro volume da série, está trabalhando em outro livro? Se sim, pode nos contar um pouco sobre ele, ou qualquer coisa que nos deixe a par? :D 
Por enquanto não estou escrevendo, pois estou por conta da divulgação do lançamento de “Fazendo meu filme 3”. O próximo livro que vou escrever vai ser o “Fazendo meu filme 4”, que é o último da série. Tenho planos de escrever outra série depois dessa, também para adolescentes. E tenho também uma ideia para um livro com uma protagonista um pouco mais adulta.

12- Você sempre está conectada ao que acontece na blogosfera, até porque tem um blog. Por isso, sabe que muitos têm um sonho que é escrever um livro. Qual o seu conselho para quem está passando pelo processo de escrita no momento? 
Em primeiro lugar, acho que é importante ler muito. Geralmente, quem gosta de ler e tem esse hábito, escreve bem. Devemos também escrever sobre o que gostamos, pois quando escrevemos com paixão, os leitores sentem isso. Escrever sobre o que realmente conhecemos é importante também. Ao escolher um tema, certifique-se que você domina o assunto, para não se perder no meio da história. Depois que o livro estiver pronto, é preciso muita paciência e força de vontade pra procurar uma editora. Acho que esses são os passos fundamentais para quem quer escrever e publicar um livro.

13- Fiquei muito feliz por ter aceitado fazer essa entrevista, Paula. Adoro prestigiar e divulgar os autores nacionais aqui no blog, principalmente os melhores! Então, foi uma honra mesmo poder fazer essas perguntinhas pra você. Quer deixar algum recado para seus fãs que leem o Croissant Parisiense e para os que ainda não te conhecem? 
Eu é que agradeço!
Gostaria de convidar a todos para os eventos de lançamento de “Fazendo meu filme 3” que vão acontecer em várias cidades do Brasil. Por enquanto já estão confirmados:
22 de outubro - Belo Horizonte - Leitura do Pátio Savassi - 19h
11 de novembro - São Paulo - Livraria da Vila do Shopping Cidade Jardim - 18:30h
12 de novembro - Rio de Janeiro - Livraria da Travessa do Shopping Leblon - 19h
27 de novembro - Brasília - Livraria Cultura do Park Shopping - 16h
18 de dezembro - Fortaleza - Livraria Saraiva do Shopping Iguatemi (17h)

Terá também em Salvador, Porto Alegre, Curitiba e Vitória, mas as datas dessas cidades ainda não estão confirmadas.
Espero vocês! :)

9 comentários:

  1. Nossa que legal parabens pela entrevista super boa adorei. Acredita que não li esse livro ainda? Tenho que tomar vergonha na cara.

    http://partesdeumdiario.blogspot.com/

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. HAHA, que fofa ela *-*
    também ainda não li esse livro, mas ta na minha listinha, sempre tive vontade de ler desde que vi o primeiro "fazendo meu filme" num site aí! rs
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  3. Ela falou mesmo que vai ter em Curitiba?? Isso é um milagreeeee!!! Já vou começar o processo de convencer meus pais a me levarem.
    Amei a entrevista e adorei as coisas que você grifou, Mel.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Gente, a Paula é uma fofa. Nos conhecemos quando fomos conhecer a Meg Cabot na promoção que ganhamos da Galera Record. Só por isso já virou especial, dividimos um sonho, hahahaha.

    Quero MUITO ler FMF 1, 2 e 3. MUITO. Estão aqui na minha lista!

    E ADOREI a entrevista. Ótimas perguntas e ótimas respostas! *-*

    Beijocas!
    Juh Oliveto
    Livros & Bolinhos ~

    ResponderExcluir
  5. Ela vai vir em Vitória. EBAAA! quero saber quando, mas não importa eu vou! Não é meu estilo deixar uma super oportunidade dessas passar.
    Adorei a entrevista, e a Paula é uma fofa, não consigo ler o FMF sem me envolver com a história.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  6. Hi!!)
    I like your blog
    Its very interesting and you have a great style of photos and posts
    I start to follow you.
    It will be great if you will follow me too)
    Polina

    http://polinamuse.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Paula é mega fofa, né?
    Virei fã dela na primeira página de Fazendo meu Filme 1! Comprei o 2 hj e não aguentei! 100 páginas já foram engolidas! Amo muito a Fani e toda a história dela! Acho super original!

    xx

    ResponderExcluir
  8. AMEI a entrevista!
    Ainda não li os livros mas estão na minha lista. Tenho ouvido falar muito bem!

    Parabéns, adorei seu blog!

    Beeijos

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo