17.8.10

Resenha: Sociedade Secreta - Rosa & Túmulo



Sinopse: "Amy Haskel é subeditora do jornal da faculdade e acredita que logo será convocada para a sociedade secreta Pena & Tinta. Mas tudo muda quando ela se torna uma das primeiras garotas convidadas a integrar a Rosa & Túmulo, a sociedade secreta mais poderosa - e infame - do país. Amy vê sua vida virar do avesso depois que se transforma em uma Coveira (como são chamados os integrantes da Rosa & Túmulo) - não consegue estudar, se afasta dos amigos e está prestes a perder seu quase-namorado. E é só o começo. Em nome da sociedade, Amy deverá assumir a liderança de uma grande conspiração que envolve dinheiro e poder, e que tem (grandes) chances de destruir sua vida."





Geralmente eu me empolgo muito com capas, e julgo sem pensar, e antes mesmo de ler a sinopse! Fallen foi assim, e não estou me decepcionando, apesar de ser algo bem diferente do que eu imaginava. Mas com Sociedade Secreta - Rosa & Túmulo, a história foi a que eu pensei, mesmo. Mas não havia chegado a uma conclusão. Esperei, devorando o livro, pelo final - e por um final decente. Eu realmente estava colocando tudo nas mãos do desfecho, porque realmente, tudo o que acontece durante esse livro, precisava de um desfecho: fica evidente  a necessidade de um final.
 Mas não por ser uma história ruim. Pelo contrário. Tudo o que eu li durante o livro pedia por um final muito bom para que o livro merecesse ir para as prateleiras e para que eu gaste o meu dinheiro com algo que valha a pena. E vale. Mesmo.
 Como disse no vídeo da última tag #Agora Que Eu Tenho, demorei umas 100 páginas para realmente me identificar com o livro, e para que a minha ânsia por um bom desfecho se concretizasse. A escrita da Diana é bem diferente de tudo o que eu estava acostumada. Ela é formada em Yale, e não me decepcionei ao descobrir que ela escreve de um jeito culto, apesar de ser uma história para adolescentes. O mais incrível é que fiquei sem entender algumas passagens pelo simples fato de não saber sobre algum fato histórico ou algum pensamento mais à frente do meu, porque, vou logo dizendo, a personagem principal é uma nerd. O que a torna digna de entrar para a sociedade secreta na qual a história gira em torno: A Rosa & Túmulo. Uma sociedade que, até ela ser convocada, era somente preenchida por homens. Homens de muita influência, com muito poder e determinações. Mas com o passar de suas experiências, Amy, a protagonista nerd, acaba descobrindo realmente como funciona a sociedade - e a realidade não é tão próxima das histórias que ela costumava ouvir
 O fato que vai ser revelado mais para o final do livro é o por que dela ter sido convocada por uma sociedade tão poderosa se ela é somente uma editora chefe da pacata revista literária da universidade-cenário onde a história é totalmente ambientalizada (salvo por uma única visita diária à Nova York). Realmente, é algo que nunca havia pensado e que me deixou decepcionada com o personagem incluso no contexto (você entenderá se ler hahahaha). Aliás, esse mesmo personagem, Malcolm Cabot, torna-se um irmão Coveiro (assim são chamados os que participam da sociedade) tão, mas TÃO encantador e delicioso no início do livro que eu CAI NA ARMADILHA DA DIANA, sim! Ela me pegou de jeito. Eu estava toda apaixonadinha pelo personagem, pensando que ele iria ficar com a Amy no final, mas a história tem um rumo bem diferente - e de certa forma, fofa. Malcolm não torna-se um cafajeste, pelo contrário, apesar de seus erros humanos. Eu realmente adorei o seu papel na história.
 Outro ponto do livro foi a relação das personagens. Até a página 320, aproximadamente, eu estava BEM decepcionada com a relação existente entre as personagens. Eu queria mais afinidade, mais emoção entre elas - queria sentir a existência de uma amizade, ou de um amor mesmo, sabem? Mas a escritora não conseguia me passar essa sensação. E só no final do livro é que fui descobrir o que ela queria: amei o desfecho para a irmandade, para as cinco primeiras garotas que conquistaram seu lugar numa sociedade secreta quase que totalmente machista. E os laços de amizade que se revelou me deixou admirada. Foi uma reviravolta, e tudo o que a protagonista pensou durante todo o livro, confirmou a teoria do determinismo cientificista(PI PI PI, ATAQUE NERD DETECTED hahaha): O meio transforma você. E Amy for modificada com certas convivências e mudanças. E ela total se deu bem!
 E apesar de a escritora não ter dado um final romântico à personagem, eu SEI que no segundo volume da série a Diana vai continuar com esse ponto da história - eu prevejo HAHAHA
Autora: Diana Peterfreund - Editora: Galera Record - ISBN: 9788501078988 - Páginas: 397
Avaliação: 
Agradeço à Carol pelo empréstimo - muito obrigado! 

12 comentários:

  1. Quero muito ler.
    Ótima resenha!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. normalmente eu pego livros de moda pra ler mesmo, nao consigo ler outra coisa! hahaa

    beijosss

    ResponderExcluir
  3. Eu amei o livro, tanto esse quanto o dois, é tãao empolgante *--*

    ResponderExcluir
  4. eu simplesmente AMO ler resenhas positivas de SS porque é uma das minha séries favoritas ever! Comigo, foi encanto instantâneo. Sou fascinada pelo sistema universitário dos EUA, adoraria estudar por lá e nem se fala sobre a Ivy League, né... Nem o dinheiro para pagar ira rolar, se, por algum motivo misterioso, eu conseguisse entrar. Mas então: caí na armadilha da Diana quanto ao Malcolm também, acho que todo mundo caiu. E, apesar de eu ter tido raiva dele, gosto muito agora.
    Na questão amorosa, achei o final (não do livro, da série) bem satisfatório, mas provavelmente não é nada do que você espera (eu sei, é horrível quando as pessoas ficam fazendo isso, mas é que eu não consigo me controlar)
    Essa série realmente me deixou saudade :( Amo muito!

    ResponderExcluir
  5. Gente, acho que eu não dormiria se eu lesse isso! kkk.
    Bjocas, flor

    ResponderExcluir
  6. po, Mellory, era pra você ter falado que é péssimo, ai eu não ficava com mais vontade ainda :(
    se não fosse tão caro ja tinha comprado a taaaanto tempo. AMEI sua resenha.

    ResponderExcluir
  7. ai que raiva, mais um livro pra eu ler!!!

    se eu ir a falencia a culpa é sua xD

    ResponderExcluir
  8. Que interessante!!
    Realmente, pela capa eu imaginei que a história fosse sobre alguma mocinha da sociedade, cheia de frescura. Ela me lembra essas senhoras (só que mais nova) que são casadas com homens de golfe, por causa do casaco amarrado nas costas! Hauhauha
    (podre, eu sei).
    Eu confesso que quando leio um livro que tem informações históricas, geográficas ou culturais que me deixam perdida eu fico um pouco nervosa: ter que parar a leitura pra entrar no PC e pesquisar melhor sobre o fato descrito no livro às vezes me irrita. Mas são raras as vezes que faço isso. Prefiro ler o que está no livro e pluft, pronto!
    Achei interessante, não me lembro de ter lido um livro no qual a personagem seja nerd...

    Boa dica! ;)

    Obrigada pelo comentário no Liege!

    ResponderExcluir
  9. Ótima resenha!!!
    Adorei o seu blog e já estou seguindo!
    Aproveito para falar que tem resenha nova lá no meu blog, quando puder passa lá:
    www.amorporlivros.com.br
    Beijos e bom final de semana,
    Débora

    ResponderExcluir
  10. Esse livro é tão legal, ainda mais pq se passa em universidade! Mas eu só li o primeiro, eu quero os outros. Ah, eu gosto tanto da Amy! HAHA
    Adorei o jeito que a Diana escreve :)
    :*

    ResponderExcluir
  11. Oii Mel!
    Adorei a resenha. o/
    Já lí umas péssimas sobre ele e outras lindas como a sua. Vai saber né? Afinal gosto, cada um tem o seu.
    Acho que ainda me arrisco.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá Mell, tudo bem?
    Estou lendo esse livro, e como você disse, o início é meio frustrante. Não dá pra sentir afinidades verdadeiras entre a protagonista e seus amigos (paqueras, e tal), mas, de acordo com você, o final é compensador. Estou ansiosa pra ver o que é a tal Rosa & Túmulo, já que ando numa fase "sociedades secretas", hehehe. Estou lendo Dan Brown, e estudando um pouco sobre os Illuminati.
    Boa resenha, valeu!
    Meus blogs:
    www.jossiborges.blogspot.com
    www.romanzine.blogspot.com
    www.romances-sobrenaturais.blogspot.com

    Bjos

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo