4.8.10

Resenha: Cabeça de Vento, Meg Cabot


"Emerson Watts odeia seu nome, tem problemas com quase todo mundo na escola e seu melhor amigo parece nem desconfiar de sua paixão por ele. Parece que ela tem problemas? Pois um acidente num shopping aproxima a garota e a famosa modelo Nikki Howard muito mais do que deveria, e é aqui que os problemas começam de verdade."


 Esse livro é um lançamento da Meg Cabot, e já é muito falado e conhecido por nós - pelo menos é o que vejo. Ele trás a deliciosa e reconhecível narrativa da autora e é de uma leitura rápida e fácil.
 Conta a história de uma garota nerd, nada popular e que odeia essa turma do colégio. Junto com o seu amigo, Christopher, Emmerson (sim, nome de um poeta de quem seu pai é fã!) ironiza tudo o que esse grupo faz. Mas o que ela não imaginava era que o destino lhe pregaria uma peça muito, mas muuito complexa: quando é obrigada a levar sua irmã à uma inauguração, acontece um acidente e ela acaba acordando no corpo de um super modelo e itgirl, Nikki Howard. Estou tentando não soltar algum spoiler, mas está difícil. Caso escape algum, foi sem querer, ok? haha

 Agora Em tem uma enorme responsabilidade. Deverá esconder de todos, menos de sua família e da empresa para quem trabalha - ou seria melhor dizer em que Nikki trabalhava? -, de que é Emmerson e não Nikki, mas é confuso, não? Sim, até a personagem se confunde um pouco, mas o fato é que Emmerson Watts está dentro do corpo de Nikki Howard. O cérebro de Nikki Howard agora é o cérebro de Emmerson Watts. E o corpo de Nikki Howard agora pertence ao cérebro de Emmerson Watts. Entendeu? Não? Pois é, ficou confuso até para mim, mas se você ler, entenderá tudinho. Traduzindo, Em acorda no corpo de Nikki e pronto, o resto você terá que descobrir lendo! hahahaha

 Com toda essa loucura acontecendo, Em - ou Nikki? - tem que lidar com a agenda - e todos os compromissos marcados nela -, com o namorado, melhor amiga, agente e cachorro de Nikki. Além disso, não quer deixar de frequentar sua antiga escola - a escola em que Em estudava antes de acontecer o acidente -, nem de manter contato com a sua "antiga" família e muito menos de deixar esquecido e guardado somente em seu cérebro a realidade que o seu - agora, sim - antigo coração lhe dizia: ela ama Christopher. Mas como recuperar pelo menos aquela amizade de antes se o garoto não dá a mínima para super modelos como Nikki Howard? O mais difícil é que é Em NO CORPO de Nikki, então como Christopher reagiria à isso, será que ele vai deixar de lado todo o preconceito? É o que quero descobrir nos próximos livros, pois a história ainda não acabou e o primeiro volume da série acabou com um gostinho de quero mais :(

 O que eu achei interessante foi o sub título do livro: "É a beleza que importa..." Ou, é a aparência que realmente importa. No livro, há muito clareza quanto à sociedade atual: nosso reconhecimento está no nosso exterior. Você reconhece alguém pela sua aparência, não pelo que ela pensa - ou pelo menos é o que importa para a sociedade - apenas o que você é por fora.

Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501083203
Páginas: 320
Avaliação: 
Compre na Saraiva por apenas R$26,30!

14 comentários:

  1. Li muitos elogios sobre o livro!
    Quero muito ler!!

    ResponderExcluir
  2. Ownn, eu adoro esse livro!
    A história é tão diferente!! E Meg é Meg, tudo que ela escreve é ótimo! :D
    Adoreii sua resenha!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Ahh estou lendo nesse momento esse livro eheheh, e vou fugir um pouco do resto da resenha né.. prefiro ler tudo quando estiver terminado tb rs. Mas até o momento, apesar de ter me dado 'um branco' sobre a história do livro rs... estou curtindo. E como Giu falou no comentário ai.. a história realmente é bem diferente, e nem consigo comparar muito com outros livros da Meg q já li. O que tem de igual é apenas o fato de você grudar no livro, e só querer parar quando acaba. Volto quando eu terminar..
    bjs
    ps: Você precisa ler mesmo Um Amor de Detetive :-) .. diversão garantida

    ResponderExcluir
  4. xuxuuuuuuuuuuuuuuu!!!

    Meg é a nossa divaaaaaaaaassa ;), we love her!!!
    Claro que vamos ser parceiras, deixa só eu terminar as provas da facu que a gente se fala melhor oks?

    bjus

    ResponderExcluir
  5. Eu AMO esse livro, essa série, a Meg Cabot (amo, amo, amo e admiro e quero ser que nem ela um dia! /muito fã). E amo o Christopher! A história realmente termina com *muito* gosto de quero mais, e foi por isso que eu me ataquei e comprei Being Nikki e Runaway :( Odeio descontrole.

    Ah, muito obrigada por avisar que o link do banner estava errado, já arrumei! ;)

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Hello! Acho que você foi mais rápida com o comentário UEHAuheuhAEUH! xD

    Em primeiro lugar, eu devo dizer que lembrei de você esses dias, falando com o Paulo e a minha namorada. E foi no bom sentido, tá uheauhea? Te elogiei bastante por te considerar inteligente, por saber se expressar, e inclusive por escrever bem. O bizarro é ter dito isso poucos dias antes de ver que você havia feito um blog para livros. xD

    Eu tô postando aqui por ser sua última atualização (acho que esse livro não é muito a minha cara haha ^^'), mas acabei de ver a resenha de O Ladrão de Raios e realmente me interessei em lê-lo... talvez eu esteja meio orfão do Harry Potter UHEAuheuhea!

    Sobre A Cabana, Mell, veja bem... Eu confesso que nem havia pensado na possibilidade de Willie ser o autor, me passou despercebido! Mas, acho que é um romance-ficção aonde Young é o próprio Mack (até a aparência, se você for procurar, é idêntica rs). Digo, William se formou em religião, não é um zé ruela qualquer quem escreve, mas ainda subentendi que é apenas uma história, um modo diferente (diria até que mais real) de enxergar Deus. Compreende? Por outro lado, é exatamente o melhor ponto de vista que eu já vi pra alguém que tenha fé, independente de qualquer religião. Você sente e ponto, sabe? É assim que é. =]

    Saudades, xarope! ;P

    Beijo,
    Will.

    ResponderExcluir
  7. acabei o livro.. q irritante o final.. como assim acabou!? ahaahha fui até voltar umas páginas para ter certeza.. achei q eu tivesse pulado algo vixi. Eu até que curti.. mas sei lá.. mas claro q estou ansiosa pela continuação.

    ResponderExcluir
  8. como a Dani aí á cima disse, o final irrita mesmo, mas é uma irritação boa, porque deixa a genet ansiosa pelo proximo, a resenha ficou otima, bjs :*

    ResponderExcluir
  9. Eu quero ler esse livro, e um outro da mesma autora ;) e eu e a isa do fashionchillies queriamos entrar em contato com vc pra fazer uma entrevista pro blog ;) tem como vc mandar pra gente, aonde podemos enviar as perguntas, se vc aceitar kk. beeijos liinda *--*

    ResponderExcluir
  10. você lê quantos livros por semana? :O adorei a resenha desse. beijinhos flor ^^

    ResponderExcluir
  11. que fofo! não tem como não gostar da meg cabot né! são livros e textos maravilhosos! adorei a história desse! e realmente o que vemos na sociedade hj em dia é que o que importa mesmo é a aprência né!? ele tá super baratinho!! quero leer!!! (:
    beijo!

    ResponderExcluir
  12. adorei a história desse livro, todos os livros da meg cabot são maravilhosos, quero ler esse!
    Já estou seguindo, tá tudo lindo aqui. Obrigada pela a sua visita lá no meu blog.
    você falou sobre o meu layout, eu já estou providenciando isso, meu amigo ficou de me ajudar. eu até ia fazer nas férias mas acabando não fazendo haha , qual fonte? a que eu escrevi em cima do quadrado rosa naquele meu post? Se for essa ou outra, depois me fala que eu te passo o nome :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. aaaaaahhh que bom que voce gostouuuu também *--*

    E sobre a parceria aceito sim, já te link lá no blog, quando fizer o mesmo avisa!

    Beijos, isa.

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar e comentar no Literature-se.
Assim que puder, visitarei o seu blog. Caso não tenha um, deixe twitter, Facebook ou e-mail para que eu possa respondê-lo :)
Dicas, sugestões e críticas construtivas? Comentários abertos para isso e muito mais, só contando com aquela boa dose de bom-senso necessário, né? ;)

 
Literature-se © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Prih Mizuh (@pri_mizuh) :: voltar para o topo